sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Amistosos: UFJF perdeu para o RJX.


A torcida encheu a Arena UFJF e viu um bom jogo entre a Federal e o RJX. Em uma partida disputada do início ao fim, o forte saque dos visitantes fez a diferença. No final, UFJF 0 x 4 RJX (21×25/21×25/19×25/13×25).

De acordo com o técnico Maurício Bara, o amistoso é a melhor maneira de ganhar ritmo de jogo para a Superliga:

- Não tem outra maneira de se adaptar a um time forte como esse, a não ser jogando. Vamos ter quatro jogos com o RJX e isso vai ser bom para evoluirmos.

O levantador Danilo Gelinski enfatizou o forte saque adversário como dificultador

- Não conseguimos demonstrar tudo que podíamos. A equipe deles é muito forte no saque e não conseguimos arrumar uma alternativa para superar isso.

O jogo

A UFJF entrou em quadra com Gelinski, Wanderson, Japa, Juninho, Robinho, Aureliano e Fábio Paes (líbero). O jogo começou disputado ponto a ponto. O RJX se aproveitou dos bons saques e chegou ao primeiro tempo técnico com 8 a 4 no placar. A Universidade estava ansiosa e não conseguia acertar o passe. A torcida começou a fazer barulho e a Federal melhorou em quadra. Os cariocas passaram a errar e os juiz-foranos a acertar. Mesmo assim, na segunda parada os visitantes continuavam na frente: 16 a 12. A Federal até tentou, mas não teve como: UFJF 21 x 25 RJX.

No segundo set a Federal começou na frente, com Robinho, pelo meio. O RJX virou e fez 4 a 2 com os saques fortes de Lucão. Assim como no primeiro set, a Universidade não conseguia encaixar o passe. Na primeira parada técnica, 8 a 5 para os visitantes. A UFJF não desanimou e depois de um belo rally com três defesas de Japa e o ponto de Juninho pra cima do bloqueio tripo – UFJF 12 x 14 RJX – a torcida se animou. No segundo tempo técnico, UFJF 13 x 16 RJX. Bara tentou trocar Robinho por Victor Hugo. Os cariocas se acertaram em quadra e abriram sete pontos – 21 a 14. Bara pediu tempo, tentou arrumar a casa. A Federal encostou – 18 a 21 – mas não resistiu. No final, UFJF 21 x 25 RJX.

Os cariocas começaram o terceiro set muito acelerados e abriram logo 5 a 1. Mesmo assim os juiz-foranos não desistiram e chegaram a ficar um ponto atrás do placar – 5 a 6. No primeiro tempo técnico, a menor diferença do jogo: UFJF 6 x 8 RJX. Quando o RJX abriu 5 pontos de novo – 11 x 16 – Bara pediu tempo, novamente. Deu certo. A Federal encostou e ficou a dois pontos: 10 x 12. Na segunda parada técnica, UFJF 13 x 16 RJX. No entanto, os visitantes voltaram a acertar seu jogo e fecharam o set em 25 a 19.

No quarto set Bara veio com Lucão e Hugo nos lugares de Victor Hugo e Japa. O RJX entrou com o mesmo ritmo do terceiro set e abriu 8 a 3 no primeiro tempo técnico. Os cariocas continuaram sacando muito forte, o que dificultava o passe juiz-forano. Na segunda parada técnica, 16 a 7 para os visitantes. No final do set e do jogo, 25 x 13 para o time de Eike Batista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário