segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Campeonato Paulista: Sesi-SP faz a festa em casa e garante o tri


Novamente, o Sesi-SP não deixou dúvidas de quem é o melhor time de São Paulo. Pela terceira vez em quatro anos, a equipe de Murilo, Serginho e Sidão reinou absoluta no Estadual. E o capítulo final da edição 2012 foi escrito nesta segunda-feira (22), diante de uma plateia empolgada, na Zona Oeste da capital.
 
Esforçada, a Medley/Campinas bem que tentou miar a festa armada pelos paulistanos. Mas ainda não foi desta vez que o elenco de Marcos Pacheco saiu do “quase”. E foi por 3 sets a 0 (25/19, 25/17 e 25/17), e com direito a show, que os paulistanos faturaram o tricampeonato paulista. Já os campineiros amargaram a segunda prata de forma consecutiva.

Em ritmo forte, Sesi-SP abre em vantagemO ginásio da Vila Leopoldina recebeu lotação máxima para o terceiro e último encontro entre Sesi e Medley. Do lado de fora, muita gente ficou na vontade para ver o novo campeão paulista. E foi nessa atmosfera festiva que os anfitriões do duelo abriram o embate, logo marcando 8 a 5 para cima dos campineiros.
 
Regida por Lorena, a torcida foi no embalo e ferveu o caldeirão. Mas a Medley segurou a pressão e encostou no Sesi (11/10). Isso até o saque de Sidão e companhia encaixar. Aí ficou difícil para a linha de passe campineira funcionar. Com isso, a equipe de Giovane Gávio abriu confortáveis 16 a 12.
 
Mais uma vez, o elenco de Marcos Pacheco buscou a diferença e apertou os oponentes. E a Medley poderia ter ficado em situação ainda melhor. Mas, em uma bola fácil, Alan e Jurquin não se entenderam na defesa, para desespero do treinador (19/16). A partir daí, o Sesi-SP abriu  boa vantagem até fechar a parcial em 25 a 19.
 
Sesi-SP fica a um set do tri
Em um espaço do ginásio da Vila Leopoldina, a torcida verde tentou animar a Medley no início do segundo set. Mas foram os fãs locais que gritaram mais forte. Ainda mais depois do ataque matador de Lorena pela saída da rede (4/2). Renato, em dois ataques para fora, deu também uma bela mão para a equipe paulistana, que foi a 8 a 4.

A parada não fez bem à Medley, que sofreu para recepcionar o saque dos vermelhos. Insatisfeito, Pacheco precisou brecar o duelo com 11 a 6 contrários. Na sequência, fez a inversão do 5-1, com Rodriguinho e Franco em quadra. O sexteto do interior aos poucos se encontrou. E graças a dois saques mortais de Jurquin (12/10).
 
O bom momento dos comandados de Pacheco parou por aí. Após um pedido de tempo de Giovane, o Sesi-SP se ajustou e voltou a jogar com folga. Com isso, a inversão do 5-1 foi desfeita do lado verde. Com a mão calibrada, Lorena soltou rojões na final do parcial para colocar o Sesi-SP perto da taça.
 
Paulistanos dão show e faturam a taça
Já que o time titular não funcionou, Pacheco optou por escalar Franco, Orestes e Diogo desde o início do terceiro set. Mas também não adiantou. A equipe sofreu para conter os saques potentes de Éder e companhia. Na rede, também não conseguiu virar bolas. Ao contrário do Sesi-SP, impecável na rede.
 
Com isso, Rodriguinho e Jurquin logo foram chamados. A dupla, no entanto, também não mudou o cenário do embate. Assim, o sexteto vermelho deu passos firmes rumo ao tri. A torcida sentiu o bom momento do Sesi-SP e se animou nas arquibancadas do ginásio da Vila Leopoldina, gritando “o campeão voltou” (11/3).

Mais alguns pontos dos mandantes levaram os fãs a puxarem o coro de “é campeão”. No embalo, o Sesi-SP não parou de bombardear o outro lado. Como última alternativa, Pacheco solicitou tempo. Mas a diferença era larga demais para qualquer mudança. Ainda mais contra uma equipe que jogou o fino da bola. Resultado: Sesi-SP novamente campeão. E de forma merecida.
 
Fonte: Saque Viagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário