quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Club World Championship: Fenerbahçe vence e se classifica em 1°


Liderado por Mari, dona de 12 pontos, o time de Istambul anotou 3 sets a 0 (25/14, 25/17 e 25/11) e terminou a primeira fase em primeiro lugar no Grupo B. A semifinal com as azeris já é nesta quinta-feira (18), às 11 horas (de Brasília), em Doha. Antes, às 4 horas, jogam Sollys/Nestlé e Lancheras de Cataño.

Paula Pequeno marcou oito pontos na partida, sendo quatro no primeiro set (todos de ataque); dois no segundo set (um de ataque e um de bloqueio) e dois no terceiro set (todos de ataque). A atacante foi a terceira melhor pontuadora do Fenerbahçe na partida.

A equipe de Paula Pequeno e Mari tenta repetir seu feito em 2010, quando se sagrou como o campeão do torneio vencendo o Sollys/Nestlé.

O JOGO

Favortíssimas no desafio, Mari, Paula Pequeno e companhia demoraram a se impor sobre as africanas no primeiro set. O Kenya Prisons, porém, não resistiu por muito tempo na cola das oponentes. Errando muito, a equipe viu as europeias abrirem vantagem a partir do décimo ponto. Assim, em apenas 20 minutos, o Fenerbahce fez 25 a 14. 

Mais uma vez, o sexteto da África deu trabalho ao elenco canarinho no início do segundo set, a ponto de provocar a parada técnica com 8 a 6. Isso até Seda ser mais acionada e deixar sua marca em três oportunidades. Mari e Paula também contribuíram para o tranquilo triunfo, assim como as próprias africanas, que cederam 12 tentos em falhas.

Disposto a voltar logo para o hotel, o Fenerbahce já colocou um caminhão de vantagem na terceira parcial (6/0). O Kenya até diminuiu os erros, obrigando o Fenerbahce a construir os próprios pontos. Mas quem tem Mari e Seda em jornada inspirada... Com a dupla, o campeão mundial de 2010 fechou a disputa e eliminou as oponentes.

Além de Mari, o Fenerbahce contou com a boa participação de Seda, com 13 pontos, para se manter invicto na edição. Pelo Kenya, que deu de presente 29 pontos, Maiyo se mostrou a melhor opção e acumulou 11 acertos. Enquanto as europeias seguem na disputa, as africanas pegam o voo de volta sem nenhum sucesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário