quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Mercado Nacional: Sem a levantadora titular, vôlei do Praia Clube corre atrás de substituta


Sem a capitã e levantadora titular, o Praia Clube corre contra o tempo para contratar uma atleta à altura de Camila Torquette, que ficará 40 dias fora das quadras por conta de uma lesão no menisco do joelho direito. O técnico Spencer Lee afirmou que o nome da atleta deve ser anunciado até a próxima sexta-feira. A “pressa” é para fazer com que a nova levantadora se entrose com as atletas até o início da Superliga Feminina de Vôlei 2012/2013.

Spencer lamentou a ausência de Camila, que foi avaliada pelo técnico como  uma líder dentro da quadra. Apesar de considerar importante uma jogadora com as qualidades técnicas dela, pelo segundo ano consecutivo, ele admitiu que Camila  vai fazer falta durante a competição.

– Sabemos que é difícil substituí-la pela presença, liderança e determinação. Ela é um exemplo para as outras meninas por causa do comprometimento. Conseguir uma atleta com as características que a Camila  tem vai ser difícil – avaliou Spencer

A necessidade é imediata e o treinador espera encontrar a nova levantadora até sexta-feira e apresentá-la na próxima semana. A direção do clube corre atrás desde o dia em que foi definida a cirurgia que vai afastar a atleta da quadra por quase dois meses. A decisão de fazer o procedimento ocorreu depois que Camila sentiu um incomodo no joelho direito durante os amistosos contra o Minas, de Belo Horizonte.

– Estudamos cinco nomes para saber qual a melhor opção. Depende do imediatismo, pois ela deve se apresentar em forma. Uma levantadora parada desde o fim da última Superliga, cerca de sete meses, demora a chegar ao nível ideal e não temos  tempo – ressaltou.

Outra preocupação do treinador é com o entrosamento. Considerada como o “cérebro” do time, a nova levantadora precisa estar afinada com o elenco e conseguir fazer uma boa leitura do jogo para distribuição das jogadas ofensivas.

– Essa posição é responsável pela distribuição da bola, de tomar a decisão sobre quais as atacantes estão disponíveis e melhor posicionadas para pontuar. Temos um grande time e precisamos de uma levantadora a altura para potencializar o talento do nosso ataque – concluiu.

A equipe estreia na Superliga dia 23 de novembro, contra o São Bernardo Vôlei. Antes, tem dois amistosos em casa, nos dias 31 de outubro e 1º de novembro, com o Sesi-SP, e três jogos com o Rio de Janeiro nos dias 7, 8 e 9 na capital fluminense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário