sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Outros: Dante dá exemplo e assume projeto social em Mogi das Cruzes

Depois de deixar sua marca com incontáveis títulos nacionais e internacionais, o ponteiro Dante, campeão olímpico com a seleção brasileira de vôlei, ataca em outra frente, tão nobre quanto a dedicação ao esporte brasileiro.
Ele é o padrinho do projeto Vôlei Para Brilhar, implantado em Mogi das Cruzes. Inaugurado em maio deste ano, a iniciativa oferece aulas gratuitas da modalidade para crianças entre 7 e 14 anos.

A escolha de Mogi das Cruzes para receber o projeto não é ocasional. Dante atuou no antigo time de Suzano entre 2000 e 2001. Foi nessa cidade, vizinha a Mogi das Cruzes que ele conheceu a atual esposa, Cibele.
Por ter grande ligação com a região, o ponteiro, que atualmente defende o time do Rio de Janeiro, foi escolhido para representar a iniciativa. Como tem um apartamento em Mogi das Cruzes, sempre que pode, vem descansar na cidade. E o projeto é uma maneira de agradecer o carinho que recebe da população em todos esses anos.

- É maravilhoso ver as crianças carentes olhando para você com certa idolatria, conversando e jogando junto. No início elas ficam meio tímidas, mas quando a gente conversa já ficam mais receptivas - conta o campeão olímpico.


Gunther Schweitzer é um dos professores que trabalha desde o início das aulas.
- Tivemos muita procura quando começamos, por isso dividimos em três turmas de manhã e três à tarde. Cada uma delas com cerca de 20 alunos - explica.
Uma das alunas é a Laís Batuíra, de 11 anos, que começou a participar das aulas há quatro meses com o objetivo de perder peso. Hoje o vôlei já faz parte da vida social da menina.
- A gente conhece bastante gente. Eu comecei, gostei das aulas, e resolvi continuar.
A mãe, a dona de casa Dilcéia Batuíra vai mais além. O esporte também ajudou na escola.
- Desde que começou no projeto, as notas dela na escola melhoraram, porque agora ela tem mais concentração.


E é esse um dos critérios para a escolha dos alunos do projeto. Todas as crianças devem estar matriculadas em alguma escola da rede municipal ou estadual da cidade. Schweitzer diz que não existe uma cobrança em relação ao desempenho escolar, mas que o “intercâmbio” com os pais é importante.
- Estamos sempre em contato com os pais que vêm aos treinos. Perguntamos como os filhos estão na escola, como está o comportamento em casa e, dependendo, ajudamos individualmente cada um.
Quando fala do projeto, Dante não esconde a satisfação. Ele revela que já existe uma ideia para expandir o Vôlei Para Brilhar.
- Esporte é saúde, alegria, se você está no esporte, fica longe de muitas coisas ruins que existem por esse mundão afora. Essa sempre foi minha teoria, tentar tirar o maior número de crianças das ruas, quem não tem oportunidade de pagar algum tipo de aula e evitar que fujam para outras coisas. Agora estamos tentando continuar com o projeto também em Suzano. Já está na prefeitura, depende ainda de aprovação, mas acredito que vai dar certo.
O ponteiro, que está recuperado de contusão, de enfrentar o Juiz de Fora na estreia do Rio de Janeiro na Superliga, dia 24 de novembro, em Minas Gerais.

Fonte: Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário