sábado, 24 de novembro de 2012

Superliga Feminina: Sollys faz partida apatica e estreia com derrota diante do Volei Amil

O Vôlei Amil jogou contra tudo e todos. Jogou contra o favoritismo do dono da casa, que venceu recentemente o mundial de clubes. Contra a torcida. Contra o retrospecto de quatro resultados negativos diante do adversário no Paulista. Porém, jogou com garra, coração, eficiência e inteligência para derrotar o Sollys/Nestlé por 3 sets a 1, parciais de 26-24, 11-25, 25-14 e 25-18, após 1h44min nesta sexta-feira (23), no ginásio José Liberatti, em Osasco. O resultado garantiu a estreia com uma vitória em grande estilo na Superliga 2012/13 para as comandadas de Zé Roberto.

Vôlei Amil vence o favorito e atual campeão Sollys/Nestlé na abertura da Superliga
                                             Amil festeja vitória na abertura da competição

"Foi um grande resultado para a estreia da Superliga. Estou muito feliz pela evolução do Vôlei Amil e pelo resultado positivo", disse Zé. Para o treinador, a vitória veio, principalmente, porque o time acertou a defesa. "Conseguimos ajustar a relação bloqueio/defesa dentro do que estudamos do Sollys. Claro que elas sofreram com os desfalques da Sheilla e da Adenízia, como nós vínhamos sofrendo no Paulista. Mas treinamos muito e o resultado foi um grande voleibol nesta partida", completou.

Destaque para a levantadora Fernandinha. Eleita a melhor em quadra, levou para casa o Troféu VivaVôlei. A cubana Ramirez, sua parceira de time, também fez grande partida e terminou como a maior pontuadora do jogo, com 17 pontos, ao lado da ponteira Jaqueline, do Sollys/Nestlé.

“Fazer três pontos, e contra quem foi, é muito importante para o início da nossa caminhada. Não imaginava. Esperava até um tie break, mas... Agora, vimos o nosso potencial e passaremos a acreditar ainda mais em nós. Temos tudo para fazer uma bela Superliga”, vibrou Fernandinha, ouro nos Jogos Olímpicos de Londres este ano.

                   Fernandinha foi o destaque pelo lado de Campinas e ganhou o troféu Viva Volei

 Thaísa, central do Sollys/Nestlé, equipe que conquistou todas as competições que disputou em 2012, admitiu a atuação abaixo da crítica de todo o time. E não deixou de dar os méritos ao adversário. “Jogamos uma partida atípica. Todas nós erramos demais. Rifamos muito a bola e não tivemos paciência. Já o time delas jogou certinho. Não podemos jogar no desespero, como mostramos em alguns momentos do jogo. Agora é pensar em vencer nossa próxima partida”, comentou Thaísa.

O jogo
No primeiro set, o Vôlei Amil mostrou todo o seu repertório de grandes bloqueios. As jogadoras se revezavam no fundamento. E foi assim que o time de Campinas abriu cinco pontos: 16 a 11. Mas o Sollys/Nestlé reagiu. Quando encostou no placar (21 a 18), Zé Roberto pediu tempo. E parou o jogo de novo quando a diferença caiu para um ponto (23 a 22). Mas foi mesmo com um bloqueio, de Ramirez, que o Vôlei Amil fechou em 26 a 24.

E a partida mudou de figura no segundo set. Era outro jogo. A equipe de Zé Roberto perdeu a concentração e a de Luizomar passeou em quadra. Num erro de ataque da central Natasha, o Sollys/Nestlé abriu cinco pontos: 13 a 8. No segundo tempo técnico, a diferença já era de seis (16 a 10). A partir daí, só um time jogou. O curioso é que o paredão mudou de lado. Cinco pontos de bloqueio do time da casa, contra nenhum do Vôlei Amil. Final: 25 a 11.

Veio o terceiro set e uma nova partida. Com Fernandinha variando bem o jogo, o Vôlei Amil voltou a mostrar seu melhor voleibol. Quando o placar já apontava 10 a 4 para o time visitante, Luizomar optou por trocar a levantadora. Fabíola por Karine. Mas não surgiu o efeito que ele esperava e a titular não demorou a retornar à quadra. A diferença, porém, não parou de crescer: 12 a 5, 19 a 10, 22 a 12... E com um erro de ataque de Jaqueline, a equipe campineira fechou em 25 a 14.

O quarto set seria o último. Isso porque o Vôlei Amil quis assim, bem mais arrumado em quadra, enquanto o Sollys/Nestlé cometia muitos erros individuais. Como no set anterior, a diferença só aumentava. Chegou a 19 a 13. Fernanda Garay ainda tentou mudar o panorama, diminuindo para 19 a 16. Mas Ramirez estava numa noite inspirada. Foi dela o ponto da vitória em 25 a 18 e do jogo por 3 sets a 1.

Vôlei Amil: Fernandinha, Daymi Ramirez, Walewska, Natasha, Pri Daroit e Ju Nogueira, com Suelen como líbero. Entraram Andressa, Priscila, Vasileva.

Sollys: Fabíola, Ivna, Thaisa, Fe Garay, Dani Suco e Jaqueline, com Camila Brait como líbero. Entraram Gabi, Larissa.
Fonte: Melhor do Volei
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário