domingo, 4 de novembro de 2012

Vôlei de Praia: Em Campinas, Ju/Larissa vira sobre Lili/Rebecca e fatura 4º título seguido


No início, o susto. Com ótimos saques, Lili e Rebecca tornaram-se as únicas a vencerem um set sobre Juliana e Larissa no Open de Campinas. O sonho do primeiro título da dupla, porém, chegou ao fim no tie-break. Por 2 sets a 1, com parciais de 17/21, 21/15 e 15/7 as líderes do ranking mundial ampliaram a série invicta para 19 jogos e conquistaram o quarto título em quatro etapas da temporada 2012/13 do Circuito Brasileiro.

A campanha das campeãs mundiais também teve vitórias sobre Rachel/Leize, Ângela/Neide, Izabel/Pri Lima e Talita/Maria Elisa. Apesar da derrota na decisão, este foi o melhor resultado de Rebecca e Lili desde que formaram a parceria, há dois meses. O terceiro lugar ficou com Talita e Maria Elisa, que venceram Ângela e Neide de virada. O jogo teve parciais de 12/21, 21/17 e 16/14.

- Já estava feliz por ter sido campeã, e ser a melhor jogadora é um bônus. É muito difícil jogar de manhã depois de jogar de noite no dia anterior, mas fiquei muito emocionada quando ouvi a torcida gritando meu nome e senti que não podia decepcioná-los. Dali tirei forçar para correr atrás do resultado - disse Juliana, eleita o destaque da partida em votação popular pela internet.

Saque de Rebecca faz a diferença
Apesar do forte calor em Campinas, o público marcou presença na arena montada no Parque Taquaral. Além da lotação máxima nas arquibancadas, mais de 300 pessoas ficam na fila do lado de fora a espera de um lugar. Dentro de quadra, um ace de Rebecca no primeiro ponto do jogo deu o recado. Apesar das três eliminações nas etapas anteriores, a dupla não iria se acuar. Aproveitando-se de erros bobos das campeãs mundiais, a cearense e Lili abriram 6 a 1 e, o técnico Reis Castro pediu tempo. Apesar da interrupção, as estreantes em finais seguiram se impondo, sempre sacando em Juliana.
Aos poucos a santista cresceu no jogo e ganhou moral no bloqueio, reduzindo a desvantagem para apenas dois pontos. O serviço de Rebecca, no entanto, foi decisivo. A jovem atleta deixou seu time novamente com cinco pontos de margem e, mesmo após sofrer o empate, reconquistou a folga no placar com três ótimos saques sobre Larissa. A capixaba, eleita a melhor levantadora do Circuito Mundial nesta tempoda, ainda salvou um set point, mas não evitou a derrota na parcial: 21/17.

Com moral no bloqueio, Juliana comanda virada
O susto fez Juliana e Larissa acordarem e soltarem o braço. Em um bola fora de Rebecca, abriram 4 a 1. As campeãs mundiais mantiveram a vantagem até 9/5, em bela paralela de Larissa. O serviço de Rebecca, mais um vez, encurtou a distância entre as duplas para um ponto. A reação, porém, foi freada por um bloqueio de Juliana, que se alternou com Larissa em boa série de ataques para marcar 14/10. Desestabilizadas, as rivais pecaram na pontaria e viram o placar escapar. Até salvaram um set point, mas viram Juliana levar o jogo para o tie-break: 21/15.

Juliana inaugurou o placar no set de desempate, e a dupla abriu três pontos em ataque para fora de Lili (6/2). O técnico Elmer solicitou tempo, mas a pausa não mudou os rumos da partida. Suas comandadas salvaram um match point mas, a essa altura, já era tarde para reverter o placar. Com um largada no fundo de quadra, Juliana selou a vitória e a conquista do quarto título seguido da parceria: 15/7.

Fonte: GloboEsporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário