sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Vôlei de Praia: Na base da vontade, Alison retorna ao Circuito com Emanuel em Campinas


Por quase um mês, nada de bola, nada de treino. Jogo, só pela televisão. Ainda comemorando o título da etapa de Cuiabá, na abertura da temporada 2012/13 do Circuito Brasileiro, Alison passou, pela primeira vez na carreira, por uma mesa de cirurgia. Uma infecção bacteriana deixou o bloqueador de 2,03m fora de combate até duas semanas atrás, quando pôde finalmente retomar a rotina de trabalhos na praia do Leme, no Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira, na etapa de Campinas do Circuito, o retorno às competições oficiais ao lado de Emanuel vem com a promessa de  um bom resultado - construído mais uma vez à base da força de vontade.

A fase de grupos será disputada nesta sexta-feira, a partir das 8h, no Parque Taquaral. No sábado, as quartas de final vão das 9h às 13h e, a partir das 17h, serão disputadas as semifinais, com cobertura ao vivo SporTV. No domingo, às 10h (horários de Brasília), o canal também transmite as decisões feminina e masculina.

Em Cuiabá, em setembro, Alison revelou que o descanso após a conquista da medalha de prata nos Jogos de Londres deixou a dupla abaixo das condições físicas ideais. Dentro de quadra, porém, a parceria bateu os adversários em seqüência e faturou o título na capital mato-grossense. Agora, o discurso é parecido. Mas ainda mais veemente.

- Foi, sem dúvidas, o período mais crítico da minha carreira. Nunca tinha operado nada, tido qualquer problema de lesão sério. Era uma tortura não poder treinar, não poder jogar, ter passado uma semana internado. Foram momentos muito difíceis, mas minha família e meus amigos me deram a força necessária. Não estou em perto dos 100% e vou enfrentar muita dificuldade por estar sem ritmo de jogo, enquanto todos seguiram jogando desde então. Mas vou compensar na vontade. Com respeito a todos os meus adversários, mas minha vontade é maior do que a de todos eles depois de tudo o que passei - disse o capixaba.

Alison sofreu um corte no pé durante um treino em Vila Velha, no Espírito Santo. Ao retornar para casa após a etapa cuiabana, procurou um médico, já que o local estava muito inchado. Passou uma semana no Apart Hospital, passou outra semana sem poder pisar. Nesse meio tempo, fez 15 sessões de tratamento em uma câmara hiperbárica para acelerar o processo de cicatrização. Tudo para voltar à ativa o mais rápido possível.

Nesse meio tempo, Emanuel esperou a definição dos atletas classificados em cada etapa para definir seu parceiro. Em Goiânia, atuou com Filipão, mas caiu ainda na fase classificatória. Em Belo Horizonte, com Moisés, chegou às quartas, mas foi eliminado em grande jogo contra Evandro e Vitor Felipe. Resultados que Alison acompanhou à distância.

- Eu fiquei ciente da busca pelos parceiros, pois sempre conversava com ele (Emanuel) e com a Letícia (Pessoa, técnica da dupla), mas eles evitavam ao máximo passar qualquer problema ou preocupação para mim. Sabiam que meu momento era delicado, que já estava enfrentando algo difícil. Temos um relacionamento muito bacana e isso ficou ainda mais evidente nesse período difícil.

Agora a dificuldade será vista também em quadra. Com apenas os pontos ganhos em Cuiabá, a dupla despencou da primeira para a 13ª posição no ranking e enfrentará adversários mais bem classificados.

Além do retorno da dupla medalhista olímpica, outras duas parcerias masculinas serão novidade nesta etapa. Márcio e Fernandão, ex-parceiros de Filipão e Gilmário, respectivamente, treinaram juntos nas últimas três semanas e farão a estréia oficial nesta sexta-feira. Oscar e Fábio Luiz, que jogaram o início da temporada com Luciano e Rodrigo Saunders (agora também parceiros), conquistaram a vaga para o Open ao serem campeões do Nacional na última semana.

As outras duplas inscritas são Bruno/Hevaldo (AM/CE), Ricardo/Pedro Cunha (BA/RJ), Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF), Thiago/Álvaro Filho (SC/PB), Evandro/Vitor Felipe (RJ/PB), Billy/Ferramenta (ES/RJ), Franco/Daniel Souza (CE/RJ), Harley/Benjamin (DF/MS), Jorge/Renatão (PB), Moisés/Aranha (BA/RJ), Léo/Bernardo (RJ) e Beto Pitta/Lipe (RJ/CE).


No feminino, Ágatha e Bárbara são destaque após bronze no Mundial
No último domingo, Ágatha e Bárbara Seixas subiram ao pódio pela primeira vez no Circuito Mundial (relembre no vídeo ao lado). A vitória de virada sobre as americanas Lauren Fendrick e Nicole Branagh foi o resultado mais expressivo da dupla, formada no ano passado, até o momento. O único inconveniente foi o pouco tempo de descanso devido à viagem para Bangsaen, onde foi disputada a etapa tailandesa. No Brasil há apenas dois dias, a paranaense e a carioca ainda estão se readaptando ao fuso horário, mas esperam usar a empolgação pela conquista para buscar a terceira final em quatro etapas da temporada do Circuito Brasileiro.

- Estamos obrigando nosso corpo a entrar no fuso na marra. Treinamos quando chegamos aqui e estamos segurando o sono e o cansaço para dormir na hora certa para acelerar esse processo. Mas valeu muito a pena. É muito bom receber o carinho das pessoas que viram nosso jogo na Tailândia, nosso pódio. Com certeza nos motivou muito para essas últimas três etapas do ano - disse Ágatha.

Entre as concorrentes ao título feminino, duas duplas convidadas pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) disputarão uma etapa do Open pela primeira vez nesta temporada: Leize/Rachel e Renata/Elize Maia. Semifinalistas nas três primeiras etapas do Nacional, Renata e Elize comemoraram o recebimento do wild card, já que as duas seguem juntas apenas até o final deste ano. Com uma lesão no ombro, a carioca vai parar por tempo indeterminado para realizar tratamento.

- Foi uma surpresa boa não precisar jogar a classificatória. Tivemos um descanso a mais e uma melhor preparação. Acho que, mesmo com as derrotas, tivemos uma evolução a cada torneio. A cada vez que batemos na trave aprendemos um pouco mais. Em nenhum momento perdemos a motivação, mas certamente ganhamos motivação extra - disse Elize.

Estão inscritas ainda Juliana/Larissa (CE/PA), que venceram as três primeiras etapas da temporada, Talita/Maria Elisa (AL/PE), Taiana/Val (CE/RJ), Lili/Rebecca (ES/CE), Izabel/Pri Lima (PA/RJ), Karin/Shaylyn (SUE/CE), Ângela/Neide (DF/AL), Josi/Thais (SC/RJ). Excepcionalmente neste torneio, Andrezza jogará com Luciana, já que sua parceira Chell se recupera de lesão.

Fonte: http://sportv.globo.com/site/eventos/circuito-brasileiro-de-volei-de-praia/noticia/2012/11/na-base-da-vontade-alison-retorna-ao-circuito-com-emanuel-em-campinas.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário