quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Seleção de vôlei da Polônia quer enfrentar Brasil em estádio de futebol na Liga Mundial 2013


Em alta no vôlei masculino após o título da Liga Mundial deste ano, a Polônia planeja algo ainda maior para 2013. Na competição em que defenderá seu título, os europeus pretendem enfrentar o Brasil na primeira fase no Estádio Nacional de Varsóvia, com capacidade para 58,5 mil pessoas.

Em 2012, o local, que custou aproximadamente R$ 1 bilhão para ser construído, recebeu cinco jogos da Eurocopa de futebol e é visto como um atrativo ainda maior para o público polonês, que lotou os ginásios em quase todas as partidas do time neste ano.

A ideia já começou a ser colocada em prática. Na última sexta-feira, Andrea Anastasi, técnico da Polônia, e seu auxiliar Andrea Gardini estiveram no estádio para uma visita, acompanhados de dirigentes da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e do secretário geral da Federação Polonesa, Andrzej Lemek. A estrutura encontrada agradou muito.

- Organizar uma partida de vôlei no Estádio Nacional é uma grande ideia. Será uma performance incrível. Realmente quero que haja um jogo aqui, apesar de saber que não será algo fácil do ponto de vista organizacional. Gostei do estádio. Estivemos na arquibancada e a visibilidade é muito boa - afirmou o italiano Anastasi.

Antes do martelo ser batido oficialmente, a tendência é que haja uma partida-teste no estádio de futebol para que toda a organização seja colocada à prova e a entidade máxima do vôlei, que é presidida pelo brasileiro Ary Graça, possa então liberar a ideia para ser colocada em prática.

Na Polônia, o vôlei supera até mesmo o futebol em termos de preferência da população. Por isso, os dirigentes do vôlei querem agradar às pessoas e colocar um grande evento à disposição de quase 60 mil pessoas. O recorde de público em uma partida da modalidade, porém, certamente não será batido, já que em 1983 o Brasil recebeu a URSS no Maracanã e colocou 95.881 mil torcedores nas arquibancadas, debaixo de chuva.

Fonte: UolEsportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário