quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Superliga Feminina: Amil vacila e tropeça em casa perante o inspirado Praia

O Praia Clube provou mais uma vez o porquê de ser apontado como a sensação da Superliga Feminina de vôlei. Na noite desta sexta-feira, a equipe mineira não se intimidou com a torcida do Campinas e venceu por 3 sets a 0 (parciais de 30/28, 25/21 e 25/18), em 1h34m, na Arena Concórdia, pela oitava rodada.
Zé Roberto Guimarães orienta jogadoras do Campinas (Foto: Felipe Christ/Amil/Divulgação) Essa foi a sexta vitória (a segunda consecutiva) em oito jogos do Praia Clube, que chegou aos 19 pontos, ultrapassando as campineiras na classificação. Além disso, as mineiras se tornaram a segunda equipe a vencer o Campinas em sua casa. Antes, pela segunda rodada, o Rio de Janeiro tinha conseguido o feito.
O Campinas teve sua sequência de cinco vitórias seguidas encerrada. Essa foi apenas a segunda derrota da equipe campineira na competição em oito jogos. Assim, a equipe do tricampeão olímpico José Roberto Guimarães permanece com 17 pontos, mas agora atrás de Praia Clube, Osasco e Rio de Janeiro, que venceu o Sesi

As equipes voltam à quadra apenas em 2013. No dia 11 de janeiro, o Campinas encara o Minas, às 20h, em Belo Horizonte. No mesmo dia, o Praia Clube recebe o Rio do Sul, às 19h30m, em Uberlândia. Essa será a última rodada do primeiro turno e, em seguida, às equipes iniciam a disputa pelo returno na temporada 2012/2013.
 
Praia Clube não encontra resistência em CampinasNo primeiro set, o Praia Clube aproveitou as falhas de recepção do Campinas e abriu seis pontos de vantagem ao fazer 11 a 5. As campineiras, porém, buscaram a reação ao empatarem o jogo por 16 a 16, graças à torcida, que incentivou o tempo todo na Arena. A virada veio com o 20 a 19, mas o Praia voltou a ficar na frente do placar e fechou a parcial por 30 a 28, em 38 minutos.
A nota negativa na parcial foi a lesão da cubana Herrera. A ponteira do Praia Clube deixou a partia sentindo torção no joelho esquerdo. Walewska, do Campinas, anotou nove pontos no set. Foram sete pontos de ataque e outros dois pontos em bloqueios. Já a equipe de Uberlândia contou com 17 pontos de ataque, seis pontos em bloqueios e outros sete pontos por erros das campineiras. 
                                                                                                                                                        (Foto: Felipe Christ/Amil/Divulgação)

Herrera, do Praia Clube, sente lesão no joelho no jogo contra o Campinas (Foto: Felipe Christ/Amil/Divulgação)                     Herrera, do Praia Clube, recebe atendimento ao lado da quadra

O segundo set foi bastante equilibrado. Campinas começou melhor, mas não souber segurar a vantagem. O Praia Clube buscou a igualdade e foi cadenciando o jogo até abrir boa sequência nos pontos finais e decretou a vitória na parcial ao fazer 25 a 21, em 28 minutos, após um saque na rede da ponteira Pri Daroit.
Monique, do Praia Clube, anotou oito pontos na parcial. Foram seis pontos de ataque, um ponto de bloqueio e outro ponto de saque. A equipe mineira ainda anotou 15 pontos em ataques, três pontos de bloqueio, um ponto de saque e outros seis pontos foram graças aos erros das campineiras.
O terceiro set teve Campinas abrindo vantagem de quatro pontos, mas logo o Praia Clube empatou e novamente equilibrou. A equipe mineira, porém, conseguiu ficar à frente ao fazer 16 a 14. Após voltar do tempo técnico, as mineiras ampliaram a vantagem com 20 a 15 e não demoraram a fechar a parcial por 25 a 18, em 28 minutos, confirmando a vitória.

A exemplo da parcial anterior, Monique novamente se destacou ao anotar oito pontos. Foram sete pontos em ataques e outro de bloqueio. No terceiro set, o Praia Clube anotou 19 pontos em ataques, dois em bloqueios e outros quatro pontos por erros das adversárias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário