quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Superliga Feminina: Sâo Bernardo luta mais é abatido por São Caetano no tie

O São Bernardo Vôlei tinha tudo para deixar a casa do São Cristóvão Saúde/São Caetano, nesta segunda-feira (17), com a primeira vitória na Superliga feminina. Além de jogar melhor, a equipe contava com Renatinha e Masso inspiradas no ataque. Isso até o segundo set.

Daí em diante, as visitantes souberam lidar com a pressão da quase derrota, e também com as broncas de Hairton Cabral, para reagir. E valeu a pena escutar o técnico. Dani e companhia emplacaram uma incrível recuperação, que só terminou no set de desempate. Resultado: vitória por 3 a 2, com parciais de 18/25, 20/25, 25/23, 25/16 e 15/12.

Com os dois pontos conquistados após as longas 2h32 de clássico, o São Caetano foi a seis e entrou de forma provisória no G-8. O São Bernardo, por sua vez, assinalou o primeiro tento, mas que não foi o suficiente para tirá-lo da lanterna da competição. As duas equipes agora entram em recesso de fim de ano e só voltam a jogar no próximo ano.

                                                                                                      Préu Leão

São Caetano perdeu os dois primeiros sets, mas venceu os três seguintes
 
O clássico do ABC começou favorável ao São Bernardo, babando pela primeira vitória. Melhor postado na defesa, o time de Zé Alexandre faturou muitos contra-ataques, bem convertidos por Renatinha. Diante do bom desempenho, o grupo passou ao papel de dominador. A atuação do São Caetano não agradou a Hairton Cabral, que tentou recuperar o ânimo do grupo nas paradas. Mas de nada adiantou, e o São Bernardo levou.

O início do segundo set foi mais equilibrado, mas com leve vantagem para Ângela Moraes e companhia. Em boa jornada, Dani desafogou as colegas com ataques potentes. Mas o elenco amarelo ganhou força nos torpedos de Masso, que assumiu a condição de principal definidora. O bloqueio são-bernardense também esteve melhor e segurou a virada de bola do São Caetano, derrotado por 25 a 20.

As broncas de Hairon surtiram efeito, e o São Caetano resolveu jogar no terceiro set. E muito em razão do bloqueio bem postado, inibindo Masso e Renatinha. Com isso, Ana Cristina precisou concentrar mais as jogadas em Giovanna. Dani, novamente, desafogou o elenco da casa. E tudo ficou melhor com a maior regularidade das anfitriãs, que erraram menos para empatar o jogo.

O São Bernardo repetiu as inúmeras falhas no quarto set. E a equipe de Zé Alexandre pagou um preço nada saboroso por elas. O São Caetano agradeceu e mandou na partida. Ao passar dos dez pontos, as meninas de Hairton emplacaram uma sequência de oito tentos. Assim, ficou difícil para Ana Cristina e companhia esboçarem qualquer reação. Com o placar nas mãos, o time da casa provocou o tie-break.

Com 2 a 2, São Caetano e São Bernardo lutaram de perto pelo domínio do set de desempate. As donas da casa abriram melhor, mas as visitantes logo reagiram. Mais uma vez, no entanto, o elenco de Zé Alexandre perdeu a cabeça e entregou pontos e mais pontos. As meninas de Hairton não desperdiçaram os presentes e se mantiveram à frente. Inspirada, Dani também contribuiu para fechar o confronto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário