segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Superliga: Mineiras da Unilever voltam às origens contra o Usiminas/Minas nesta terça-feira


As três jogadoras mineiras da Unilever - Juciely, Gabi e Mara - têm uma expectativa a mais para o jogo contra o Usiminas/Minas, nesta terça-feira (4/12) , às 20 horas, na Arena Vivo, em Belo Horizonte, válido pela quarta rodada do turno. Além de buscar a quarta vitória para o time carioca, que permanece invicto na competição, o trio quer também reencontrar parentes e amigos. É o caso da ponteira Gabi, de 18 anos, que mora longe da família pela primeira vez, depois de jogar três anos e meio no Mackenzie.

- Já estou longe de casa há três meses. Confesso que estou muito animada para rever toda a família. Os amigos estão me mandando mensagens. Todos querem me ver jogando pela Unilever - orgulha-se. No ginásio, Gabi espera rever os pais, Elaine e Daniel, e os quatro irmãos - Tem amigos meus que virão até de outras cidades - conta.

Em quadra, porém, a jogadora sabe que seu time terá uma difícil missão. Um dos pontos fortes do Minas, segundo ela, é a ponteira Thaís.

- Joguei com a Thaisinha na temporada passada e sei de seu valor como atacante. Ela sabe surpreender e precisamos tomar cuidado - alerta Gabi, nascida em Belo Horizonte, que ficou como o troféu Viva Vôlei na última partida, contra o Pinheiros.

A meio-de-rede Juciely, campeã da Superliga pelo Minas na temporada 2000/01, ainda não sabe quem de sua família estará no ginásio.

- Mas certamente vou poder rever muitos amigos. Disse a meus pais que se eles não conseguirem ir, estarei de volta no Natal. De qualquer forma, falta pouco para a gente se ver - diz Juci, natural da cidade mineira de João Monlevade, a cerca de duas horas de Belo Horizonte.

Ela lembra que, nos dois amistosos contra o Minas antes da Superliga, o time adversário mostrou que tem potencial.

- A equipe mudou bastante em relação à ultima temporada, mas conta com jogadoras experientes. E o mais importante é que estarão jogando em casa, com o apoio de sua torcida, o que sempre é um ponto positivo - adverte.

Sobre o seu bom desempenho no bloqueio nesse início de campeonato, a central afirma:

- Cresci muito no bloqueio desde que cheguei à Unilever. É o resultado de muito trabalho - comenta Juciely, que lidera a estatística da CBV no fundamento, com 48.28% de sucesso.

Capitã alerta: "jogo é difícil"

Para a capitã Fofão, que jogou no Minas durante quatro temporadas, uma delas, 2001/02, ao lado de Juciely e a outra, 2002/2003, ao lado da ponteira americana Logan Tom, agora também na Unilever, a partida exige atenção.

- O Minas é uma equipe tradicional e sempre cresce dentro de casa, a torcida empurra. É preciso neutralizar suas principais atacantes, especialmente a Thaisinha. Quando ela está em um bom dia, dá muito trabalho - comenta a levantadora.

O técnico da Unilever, Bernardinho, lembra que a equipe adversária vem de um ótimo resultado contra o São Bernardo.

- O Minas não teve um bom início de campeonato, mas venceu o São Bernardo por 3 a 1 na última rodada e estará em busca de mais uma vitória. O time está crescendo de produção. É preciso entrar bem focado.

Na classificação da Superliga 2012/13, a Unilever ocupa a segunda colocação, com nove pontos (três vitórias consecutivas), atrás do Banana Boat/Praia Clube no desempate por ponto average.

Nenhum comentário:

Postar um comentário