quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Superliga: Vôlei Amil recebe o São Bernardo em busca da primeira vitória em casa na Superliga


Com três vitórias em quatro jogos, todas fora de casa, sendo que a última foi por 3 sets a 2 em uma verdadeira batalha contra o Sesi, o Vôlei Amil pode comemorar um excelente início de Superliga. Mas para embalar definitivamente, falta um triunfo em casa. E a expectativa é que isso aconteça nesta sexta-feira (7), quando o time de José Roberto Guimarães recebe o São Bernardo, a partir das 19h30, na Arena Amil, em Campinas, pela quinta rodada da temporada 2012/13 do campeonato nacional.

Além de ser um time em ascensão e o atual vice-campeão paulista, o Vôlei Amil encara um adversário que perdeu as quatro partidas que disputou até agora na Superliga e ocupa o penúltimo lugar na classificação geral da competição. Mesmo assim, José Roberto não quer ouvir falar em favoritismo. 


- Temos que fazer o nosso jogo, continuar perseguindo a evolução técnica e tática, principalmente no sistema defensivo. Contra o Sesi, apesar da vitória, erramos muito e precisamos seguir trabalhando para corrigir isso - afirma o treinador. Pelo estadual, os dois times se enfrentaram duas vezes, com duas vitórias para o Amil.

Mesmo com a sobriedade do técnico, o retrospecto e a diferença do nível dos times conspiram a favor do Vôlei Amil. Junte a qualidade das campeãs olímpicas Walewska e Fernandinha, a disposição dos jovens talentos de Pri Daroit, Natasha e Suelen, mais a força das estrangeiras Daymi Ramirez e Elitsa Vasileva, com a vibração da torcida de Campinas que tem lotado as arquibancadas, e o resultado é uma grande pressão sobre os adversários. 


- Estamos muito motivadas e sabemos o quanto a energia dos torcedores ajuda a empurrar nossa equipe. Vamos procurar dar o nosso melhor para ganhar a primeira em casa - diz a levantadora Fernandinha.

Para a oposto Daymi Ramirez, é hora de mostrar um vôlei cada vez melhor para a torcida Amil. 


- Temos que entrar em quadra e impor o nosso jogo, com muito volume e iniciativa. E como já falei, precisamos jogar com mais alegria - avalia a cubana, conhecida pela intensidade e vibração em quadra. A búlgara Vasileva, maior pontuadora da quarta rodada da Superliga, com 27 acertos, segue a mesma linha de raciocínio. 

- Acredito que vamos nos apresentar melhor nesta partida. Erramos muito contra o Sesi e podemos fazer mais. Eu mesma tenho muitas coisas para corrigir - analisa. José Roberto concorda - A Elitsa tem tido um grande desempenho no ataque, mas ainda precisa se acertar no bloqueio e defesa. Ela é uma atleta de grande potencial e tem ainda uma boa margem para evolução, especialmente nos fundamentos e na tática defensiva - analisa.

Classificação - Após, quatro rodadas, o Vôlei Amil ocupa a quinta colocação na Superliga, com oito pontos. A diferença de um ponto para o Sollys (segundo lugar), Usiminas (terceiro) e Unilever (quarto), que têm nove cada, se deve ao regulamento da competição, que oferece três pontos para quem vencer seus jogos por 3 sets a 0 ou 3 a 1, e apenas dois para vitórias por 3 sets a 2, como foi o caso do duelo do Amil na última terça-feira, contra o Sesi. O líder e único invicto é o Banana Boat/Praia Clube, com 12 pontos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário