quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Superliga: Agora rival, Sheilla revê Rio: 'Temos de ganhar como qualquer outro jogo'


As peças mudaram, mas o rival ainda é dos mais fortes. Jogadora do Rio de Janeiro até a última Superliga, Sheilla deixou o clube no fim da temporada passada. E se mudou justamente para o maior adversário das cariocas. Pelo Osasco, já conquistou um título mundial e um paulista, ainda que tenha ficado fora das finais estaduais por conta de uma lesão no pé. Nesta sexta-feira, às 21h, a oposto enfrentará pela primeira vez sua antiga equipe, quase toda reformulada, pela última rodada do primeiro turno da Superliga.

Estar do outro lado não será um problema para Sheilla. Idolatrada em Osasco, a oposto acredita que a maior motivação que poderá ter para o duelo é justamente a rivalidade entre as equipes, que decidiram as últimas oito edições da Superliga. Ela, no entanto, diz que o time não pode entrar em quadra com o peso do histórico do confronto.

- É uma grande rivalidade, mas é um jogo que temos de ganhar como qualquer outro. Vale a liderança, então fica ainda mais importante por causa disso, pela disputa do primeiro lugar. Elas têm um time muito bom, então vai ser um jogo equilibrado, decidido em detalhes.

Osasco encerrou o ano na liderança da Superliga, com 20 pontos. O Rio de Janeiro tem a mesma marca, mas fica em desvantagem na média de pontos. No início do campeonato, a equipe paulista enfrentou uma série de desfalques, inclusive o de Sheilla, que se recuperava de uma lesão no pé esquerdo. Agora, a oposto comemora o time quase completo.

- Estamos bem focadas. Ainda não temos todo mundo porque a Adenízia está se recuperando. Mas acho que é a equipe mais completa que vamos ter desde que começamos a Superliga (risos). Já estou 100%, sem nenhuma dor no pé. E nós estamos bem focadas, primeiro para esse jogo, depois vamos enfrentar Campinas, que também vai ser difícil. Vai ser um começo de ano bem complicado.

Apesar do recesso, Sheilla não acredita que os times terão problemas de ritmo na partida. Durante a folga, a oposto seguiu uma série de exercícios para manter a forma. Agora, é só treinar ainda mais forte nos dias anteriores ao jogo.

- Treinei bastante nessa folga. Tinha uma ficha de coisas para seguir. Lógico, adaptando ao que eu poderia fazer na praia. Foi legal.

O Osasco viaja para o Rio de Janeiro na manhã de quinta-feira. As duas equipes se enfrentam no Maracanãzinho na sexta, às 21h, com transmissão ao vivo do SporTV.

Fonte: GloboEsporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário