sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Superliga: Em duelo bastante disputado, Vivo/Minas vence Vôlei Futuro no tie-break


Na partida mais disputada da 10ª rodada, o Vivo/Minas precisou de 2h11min para vencer o Vôlei Futuro por 3 sets 2, parciais de 23/25, 25/23, 25/22, 22/25 e 15/7, na Arena, em Belo Horizonte. Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 15 pontos e continua na sexta posição, enquanto o time de Araçatuba, que agora soma 12 pontos, está no oitavo lugar da Superliga 2012/2013.

O jogo mostrou muito equilíbrio do início ao fim. No primeiro set, o Vivo/Minas errou bastante, principalmente no passe, e o Vôlei Futuro aproveitou para fazer 23 a 25. A novidade no período foi o retorno do argentino Rodrigo Quiroga, que fez sua estreia na competição. No segundo set, os donos da casa melhoraram, com destaque para o oposto Filip e devolveram o mesmo placar para os adversários: 25 a 23, empatando o jogo em 1 a 1.

O terceiro set foi o mais emocionante. O Vivo/Minas chegou a ficar quatro pontos atrás no placar. Com grande atuação do ponteiro Lucarelli, no ataque, e do central Henrique, no bloqueio, a equipe de Belo Horizonte conseguiu a virada, fazendo 25 a 22. A quarta etapa foi novamente muito equilibrada, com o Vôlei Futuro vencendo por 22 a 25, com destaque para o oposto Caio de Prá. No tie-break, os donos da casa entraram soltando o braço no saque e fazendo 5 a 1. Com certa vantagem no placar, foi tranquilo para a equipe da casa fechar o duelo em 15 a 7.

“Foi um jogo muito difícil, sabíamos que seria assim. O time deles é muito forte e mostrou isso durante todo o jogo. Fico muito satisfeito com o resultado. Fizemos um jogo duro do início ao fim e a equipe mostrou muita concentração e força para reagir e conquistar esta importante vitória, que nos dará um pouco mais de moral na competição. Agora, é manter esta concentração e focar no próximo jogo, que também será uma dura batalha”, comentou o treinador Horacio Dileo.

“Considero as duas equipes do mesmo nível técnico. A diferença ficou mesmo nesse quinto set. Não soubemos jogar. Pesou muito os erros de ataque e, por isso, ficou essa vantagem enorme no placar. A equipe foi bem até. Mas não soube aproveitar a oportunidade e sentiu um pouco o tie-break. A equipe deles veio para decidir, e esperamos. Nos esquecemos que esse set só vai a 15”, declarou o levantador Ricardinho.

No próximo sábado, às 16h, o Vivo/Minas volta a jogar na Arena, diante do Medley/Campinas. No mesmo, às 21h30min, o Vôlei Futuro encara o Sada/Cruzeiro, no ginásio do Riacho, em Contagem, na partida que reedita a decisão da Superliga 2011/2012.

Fonte: Espaço do Vôlei

Nenhum comentário:

Postar um comentário