sábado, 26 de janeiro de 2013

Superliga Feminina: São Caetano dá trabalho a vitória suada do Praia

Foi por pouco que a zebra, que já havia dado o ar da graça no duelo do Sollys, não fez hora extra no encontro entre São Cristóvão Saúde/São Caetano e Banana Boat/Praia Clube, realizado nesta sexta-feira (25), no ABC.

Mas, após tomarem 2 a 0, as meninas de Spencer Lee engataram uma grande reação e fizeram 3 a 2, parciais de 14/25, 27/29, 26/24, 25/20 e 15/7. Com isso, as mineiras chegaram aos 30 pontos ganhos e igualaram com o Sollys na vice-liderança, enquanto as paulistas foram a sete e não saíram da nona colocação.

Disposto a manter o bom momento no torneio, o Praia tem um compromisso indigesto na terça-feira (29). Em casa, a partir das 21 horas (de Brasília), o duelo é com a líder Unilever. Já o São Caetano tem pela frente o embalado Pinheiros, vitorioso no duelo com o Osasco, às 20 horas do mesmo dia.

                                                                             Alexandre Loureiro/VipComm 

Mineiras recuperaram a segunda posição
 
Derrotado pelo Sesi-SP na última etapa, o Praia Clube pisou na casa do São Caetano querendo se recuperar. As donas da casa, no entanto, não deram brechas. Firmes no ataque, as paulistas abriram frente para as mineiras, que estacionaram nos dez pontos (17/10). Além disso, contaram com a inspiração de Isabela, que rodou seis bolas no triunfo de 25 a 14.

O Praia Clube até diminuiu os erros no segundo set, mas o São Caetano seguiu superior. E graças ao ótimo desempenho do bloqueio, que interceptou nove jogadas das visitantes. Já a oposta Dani não teve trabalho para rodar e marcou sete pontos para as anfitriãs. Com isso, as paulistas mais uma vez fecharam a disputa à frente, resultado do placar de 29 a 27.

Nenhum pouco disposto a voltar para Uberlândia com o revés, o elenco de Spencer Lee partiu para o tudo ou nada no terceiro set. Mas as meninas do ABC começaram melhor e colocaram 11 a 6. Na base da paciência, as praianas tiraram a desvantagem e chegaram ao empate (17/17). O equilíbrio se manteve até o final, e o Praia fechou em suados 26 a 24.

O São Caetano se abateu com o resultado e deixou o Praia Clube jogar solto no quarto set. Mas, após um início ruim, as donas da casa encostaram, obrigando o técnico Spencer Lee a pedir tempo (10/13). Apesar do empenho das paulistas, as mineiras não perderam o equilíbrio no setor ofensivo, quesito em que se saíram muito bem, e anotaram 25 a 20.

O panorama do confronto não mudou no tie-break, e o Praia se mostrou mais eficaz na virada de bola. Sem alternativas, Hairton Cabral foi obrigado a queimar um tempo com 6 a 3. Não deu certo. O elenco do interior de Minas Gerais não perdeu o rumo e, de forma tranquila, fechou o confronto em 15 a 7. Foi a décima vitória das praianas na competição.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário