quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Superliga Feminina: Unilever passa por Pinheiros em casa

A jovem equipe do Pinheiros até que lutou e fez o que pôde dentro de quadra, mas não foi páreo para o Rio de Janeiro. Empurrado por 1.800 torcedores, que mais uma vez compareceram em grande número ao Ginásio do Tijuca, e com Regiane no lugar da titular Natália, que só jogou o terceiro set, o time carioca não encontrou maiores dificuldades para vencer por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/22 e 25/19, chegar aos 31 pontos e recuperar a liderança da competição.
As duas equipes voltam à quadra na próxima sexta-feira. Enquanto o Rio de Janeiro vai tentar se vingar do Minas Tênis, única equipe a derrotar as cariocas na atual temporada, às 21h, no Maracanãzinho, a jovem equipe paulista terá outra pedreira fora de casa pela frente, o Osasco, às 18h30.
comemoração do vôlei Rio de Janeiro e Pinheiros Superliga (Foto: Alexandre Loureiro / VIPCOMM)         Jogadoras do Rio de Janeiro comemoram durante a vitória da equipe

Sem muita responsabilidade e nenhuma pressão sobre os ombros, o jovem time do Pinheiros deu a impressão de que daria trabalho ao Rio de Janeiro no início do jogo. Mas foi só impressão. Depois de abrir 5 a 2 e flertar com a possibilidade de vencer o primeiro set, a equipe paulista travou diante da enorme superioridade do líder da Superliga. O time carioca rapidamente virou para 6 a 5, imprimiu seu ritmo e fechou por fáceis 25 a 15.
 
Ao contrário da parcial anterior, as donas da casa começaram o segundo set sem dar qualquer chance ao adversário e logo fizeram 10 a 4. Com a enorme folga no marcador, o time relaxou, permitiu que o Pinheiros encostasse perigosamente em 11 a 10 e irritou o técnico Bernardinho. Mas a reação paulista parou por ai. Já com a miss gaúcha Luciane Escouto em quadra no lugar de Juciely, que virou o pé esquerdo na descida de um bloqueio quando o Rio vencia por 17 a 14, a equipe carioca fechou em 25 a 22.

Com uma vantagem confortável no marcador, Bernardinho voltou com Gabi e Natália nos lugares de Logan Tom e Regiane, além de central Juciely, recuperada do susto na parcial anterior. Apesar das mudanças o panorama da partida seguiu o mesmo dos sets anteriores. Com um sexteto que tranquilamente poderia ser o titular, as donas da casa pouco erraram, não deram chances ao time paulista e fecharam o jogo com uma tranquila vitória por 25 a 19.

Nenhum comentário:

Postar um comentário