terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Superliga Feminina: mesmo com Lia inspirada Minas perde em casa pro Sollys

Nesta terça-feira (19), o Sollys/Nestlé fez o dever de casa e saiu de Belo Horizonte (MG) com mais três pontos na tabela da Superliga feminina de vôlei. A equipe de Luizomar de Moura não teve grandes problemas para aplicar 3 sets a 0 (25/20, 25/19 e 25/19) na Usiminas/Minas e manter as esperanças de avançar aos playoffs na primeira colocação geral.

Agora, as meninas de Osasco acumulam 42 pontos, dois a menos que a líder Unilever. E é justamente contra as arquirrivais cariocas que o Sollys vai jogar na rodada derradeira da fase classificatória. O embate está agendado para a próxima sexta-feira (22), a partir das 21 horas, na casa de Jaqueline e as amigas.

Por sua vez, este resultado não foi dos melhores para a Usiminas, que poderia ter ficado mais perto do sexto lugar. Mesmo assim, elas ainda têm chances. Com 19 tentos, as minastenistas precisam vencer o Vôlei Amil na última rodada, também na sexta, além de torcer para o Pinheiros perder para o São Bernardo Vôlei.

                                                                                                                                                                                                                                                                            Washington Alves/AGF

Time de Osasco enfrenta Unilever na próxima sexta

Decidido a não dar chances para as donas da casa, o Sollys começou o duelo em um ritmo alucinante. Logo de cara, as paulistas abriram 6 a 2. Mas o Minas melhorou e conseguiu diminuir a desvantagem para um ponto (7/6). A partir disso, Sheilla e companhia retomaram o controle da disputa e, com um erro de saque das oponentes fecharam em 25 a 20.

A segunda parcial contou com o mesmo ritmo e eficiência das laranjas, que quase não erraram e jogaram pressão para cima do time de Belo Horizonte. Inspirada, Fabíola distribuiu bem as jogadas e deixou a defesa da Usiminas perdida, ainda mais quando as jogadas aconteciam pelo meio, com Thaísa. Desta forma, o placar chegou a apontar 16 a 9, confortável vantagem que perdurou até o fim: 25 a 19.

Pressionadas, as mandantes resolveram engrossar na terceira etapa. Porém, o Sollys não se intimidou, controlando todo o jogo. Depois da primeira parada técnica, que contou com 8 a 6 a seu favor, o elenco de Osasco teve mais tranquilidade. Melhores na virada de bola, as vencedoras fecharam em 25 a 19 após um ataque de Sheilla. Fabíola deixou a Arena Vivo com o troféu VivaVôlei.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário