quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Suprliga Feminina: Amil ganha mais não fica satisfeito

A apresentação do Amil diente do Pinheiros não agradou à central Walewska, que deixou a Arena Concórdia, na noite dessa terça-feira (5), ciente de que é preciso ser mais regular para buscar as primeiras posições da Superliga feminina.
 

"Foi um jogo de altos e baixos e para um time que luta pelo terceiro lugar em busca de uma boa classificação, já pensando no playoff semifinal, isso não pode acontecer. Por outro lado, estamos sofrendo com as lesões. A Fernandinha não jogou, a Daymi (Ramirez) machucou o tornozelo de novo e isso atrapalha", lamentou a capitã.

                                                                                                                                       Felipe Christ
Campineiras suaram para passar pelas paulistanas
 
Apesar de toda a dificuldade para superar o Pinheiros, que estendeu o confronto até o set de desempate, as meninas de Zé Roberto mantiveram a terceira melhor campanha até aqui. E, para seguir em uma boa condição, o time de Campinas contou com a jovem Rosamaria, que substituiu bem Ramirez e acabou eleita a melhor em quadra.
 

"Esperávamos um jogo duro porque o Pinheiros vem bem. O pior foi no quarto set, quando não conseguimos sair do bloqueio delas. Mas sabemos que precisamos melhorar e o objetivo é esse crescer para os playoffs. Hoje (terça-feira) acertamos algumas coisas, erramos outras, mas estamos sempre atrás da evolução", disse a ponta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário