segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Suprliga Feminina: Amil passa por Sanca fora de casa

O Vôlei Amil fez valer o favoritismo que carregava na sexta rodada da Superliga feminina e venceu nesta quinta-feira (31). Sem Fernandinha, mas com a MVP Priscila Heldes em quadra, o time de Zé Roberto enfrentou o São Cristóvão Saúde/São Caetano, fora de casa, e não deu mole. Implacáveis no ataque e impiedosas no bloqueio, as campineiras aplicaram sonoros 3 sets a 0, com parciais de 25/13, 25/15 e 25/20.

Esta foi a 11ª vitória do Amil na competição, sendo a quarta seguida, o que contabilizou 11 pontos na tabela de classificação. A pontuação rende ao time a terceira colocação provisória, caso o Banana Boat/Praia Clube perca nesta sexta (1º) para o Sollys/Nestlé. Por sua vez, o Sanca teve de engolir o 13º resultado negativo, mantendo-se na vice-lanterna.

O Vôlei Amil volta à quadra na próxima terça-feira (5), quando tem pela frente encontro com o Pinheiros, em Campinas (SP), a partir das 22 horas (de Brasília). Já o Sanca tem alguns dias a mais para se reorganizar. Somente na sexta-feira (8), as comandadas de Hairton Cabral recebem o Rio do Sul. O duelo está marcado para começar às 21 horas.

                                                                                                                                                                                                                                                                                       Felipe Christ/Amil

Amil vence a quarta seguida no Nacional

Mesmo sem Fernandinha, o Amil mostrou que não estava disposto a dar chances às rivais. Assim, logo de cara, assumiu a ponta no placar e se distanciou muito (2/12), aproveitando as bobeadas dadas pelo Sanca. Além disso, as campineiras contaram com os méritos de Natasha para manterem-se à frente. A meio de rede brilhou no ataque e no bloqueio, saindo de quadra como a maior pontuadora da parcial, com cinco pontos anotados dos 25 a 13.

O segundo set começou completamente diferente do anterior. O São Caetano voltou bem mais concentrado e com maior eficiência no saque. Assim, as meninas de Campinas sofreram e chegaram a ver as donas da casa liderarem o marcador (9/7). Mas a equipe de Zé Roberto recolocou ordem no duelo, reestruturando o bloqueio e passando a aproveitar melhor os contra-ataques (10/11). Depois que voltou à frente do placar, o Amil disparou, fechando a parcial em 25 a 15.

A boa constância do time do interior paulista caiu um pouco na volta para o terceiro set. O poder do saque sofreu uma queda, o que tirou a pressão de cima do São Caetano, que aproveitou o bom momento para abrir 9 a 5. Mas a concentração na recepção e o serviço voltaram a funcionar e levaram as campineiras ao empate em 12. Ao longo da disputa, Zé Roberto colocou Rosamaria na inversão do 5-1 e a oposta não decepcionou, garantindo com um bloqueio o 20º ponto das visitantes. Já com a inversão desfeita, o Amil fechou com outro bloqueio em 25 a 20.

Nenhum comentário:

Postar um comentário