quinta-feira, 7 de março de 2013

Mercado: Fora da Superliga, Vôlei Futuro busca patrocinadores para manter o time


O Vôlei Futuro de Araçatuba foi eliminado na primeira fase da Superliga masculina de vôlei e, depois do baque da eliminação, a diretoria já começa a planejar o futuro. A diretora do clube, Marcela Constantino, afirmou que o principal objetivo agora é buscar patrocinadores para manter o time. E não descarta nem mesmo a volta do time feminino, caso haja patrocinadores para apoiar o projeto.
Sobre o fato deste ano não conseguir montar um time competitivo, a diretora afirmou que o importante é montar um time que tenha união e força.

- A gente nunca quis ter um time cheio de estrelas, a gente quer um time com união, força, garra e que desse o sangue a cada ponto. Em dois anos conseguimos aumentar a capacidade técnica de alguns jogadores, e esse ano diminui um pouco, mas foi melhor que em muitos outros anos -, afirma.

Marcela explica que todos os jogadores foram dispensados após a eliminação na Superliga, mas que isso já era esperado pela diretoria porque os jogadores têm contrato de um ano. Agora eles estão de sobreaviso no caso de aparecer patrocinadores para o Vôlei Futuro e, claro, quiserem voltar.

- Estão todos liberados e falamos que se tiver alguma coisa, vamos entrar em contato, mas que não era para ficar preso a nós e perder uma boa oportunidade em outra equipe. Agora precisamos dar o primeiro pontapé. Espero que em 60 ou 90 dias tenhamos uma posição porque em julho precisaríamos começar os treinos. Então esse é o prazo máximo.

Sobre o término do time feminino, que já não disputou a Superliga deste ano, a diretora disse que foi realmente por falta de patrocinadores, fato que também chegou a prejudicar o time masculino nesta temporada.

-  Desde sempre há uma pré-disposição das empresas pelo time masculino por ter uma mídia melhor. No ano passado foi difícil achar patrocínio para os dois, mas a gente conseguiu uma parte do masculino e resolvemos encarar. No feminino não conseguimos, o tempo foi passando e não tínhamos mais jogadoras para montar o time. Mas se tiver um patrocinador que queria apoiar os dois, ou então um para cada time, nós teremos toda a infraestrutura para montar novamente qualquer time, seja masculino ou feminino - afirmou a dirigente.

Fonte: GloboEsporte

Um comentário:

  1. OBS: Cara ela e a Familia dela é dona de todos os patrocinadores que estavam nas ultimas temporada (alameda, vigor e outras)

    ResponderExcluir