segunda-feira, 8 de abril de 2013

Entrevista: Fabi exalta volta por cima de Natália: 'Uma das líderes da seleção de 2016'


Ao ver Natália se destacando no tie-break e matando o ponto que deu a vitória sobre o Osasco e o oitavo título da Superliga ao Rio de Janeiro, Fabí não teve dúvida: a atacante deu a volta por cima. Foram duas cirurgias em razão de um tumor na canela que abalaram os últimos quinze meses na vida da jogadora. Para a líbero, no entanto, Natália soube se recuperar e se projeta para liderar a equipe feminino do Brasil nas Olimpíadas do Rio, em 2016.

- A Nati voltou a sorrir com mais naturalidade. Ela viveu um momento de desconfiança pessoal, pensando se conseguiria ser a mesma de antes, se jogaria o mesmo vôlei. Falei para ela que talvez não tenha sido brilhante na Superliga, mas que se adaptou, desceu um degrau. Para mim, ela está se tornando uma das líderes da seleção brasileira de 2016 - afirmou Fabi ao "SporTV News".

No estádio do Ibirapuera, no último domingo, Natália foi decisiva no ataque, ao lado da levantadora Fofão, e ajudou a equipe do Rio a virar o placar de 2 sets a 0 para o rival paulista, vencendo por 3 a 2. A ponteira ainda lidava com a pressão de enfrentar a sua ex-equipe, onde chegou aos 16 anos, na casa do adversário.

- Eu disse a ela: "Você tem uma bagagem muito grande". Dei os parabéns a ela por ter ido até o final e ter acreditado. Ela sai mais do que preparada para servir à seleção - disse Fabi.

Aos 24 anos, Natália foi campeão olímpica com a seleção brasileira nos Jogos de Londres 2012. Na temporada passada, ela deslfacou a equipe do Rio por causa do tumor e viu da arquibancada a derrota por 3 sets a 0, no Maracanãzinho, para o campeão Osasco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário