quarta-feira, 3 de abril de 2013

Mercado Nacional: Em meio a incertezas, Super Imperatriz deve continuar com equipe

Com apenas uma décima colocação na Superliga e a não-participação de reuniões da CBV (BrunoVoloch), o futuro da equipe de Florianópolis foi posto em cheque mas a tendência é continuar.
“Está tudo igual. Temos contrato de dois anos. Precisamos investir mais para termos uma equipe melhor. Vamos esperar” disse o supervisor Marcelo Vanzelotti que acredita na manutenção do patrocínio.

Enquanto a decisão sobre a continuidade da parceria do Super Imperatriz com a equipe de vôlei de Florianópolis não sai, a diretoria segue planejando o futuro do time. 
Todos os jogadores, além do técnico Douglas Chiarotti, foram dispensados.
A montagem do elenco começará somente após o término da Superliga, no fim de abril. 
O mês de maio, em que os atletas estão de férias, é o período de maior trabalho para a diretoria. Vanzelotti espera fechar o elenco até julho. “Jogador de vôlei não tem passe. Vamos montar uma equipe nova. Foi um ano de aprendizado. Queremos voltar mais fortes. Esse é o objetivo”, comentou o supervisor do time de Florianópolis.

Apoio a campanha 'Unidos por uma Superliga melhor' e Desabafo
Com times anunciando o fim de parcerias, como o Campinas (Medley), e outros ameaçando deixar a Superliga por falta de apoio, Vanzelotti considera esse o momento ideal para o esporte se renovar. 
São muitas as situações que impedem o desenvolvimento da Liga, segundo o supervisor. “Os atletas estão fazendo um movimento para fazer a Liga ser atraente para os investidores. Sem eles não acontece. São apenas quatro meses. Os clubes não recebem por direito de transmissão, nosso orçamento é dez vezes menor do que o RJX. Como vamos competir?”, desabafou.

Fonte: NDonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário