segunda-feira, 13 de maio de 2013

Mercado Nacional: Fofão e Pavan falam da decisão de renovar.

 


A levantadora Fofão, a oposta canadense Sarah Pavan e a meio-de-rede Valeskinha já estão confirmadas na equipe Unilever, oito vezes campeã da Superliga feminina de vôlei e atual campeã sul-americana de clubes, na temporada 2013/14. As três jogadoras são as primeiras renovações anunciadas pelo time carioca, comandado pelo técnico Bernardinho, para as próximas competições, incluindo o Campeonato Mundial de Clubes, em outubro, na Suíça, para o qual a Unilever está classificada. A notícia das renovações foi divulgada nesta segunda-feira (13/5).

Segundo Fofão, sua decisão de continuar jogando deve-se, principalmente, à confiança que sente em relação à comissão técnica da Unilever.

- Eles sabem como lidar comigo. A temporada passada foi muito tranqüila. Enquanto estiver motivada, quero continuar jogando - diz a levantadora que, aos 43 anos, foi uma das armas da Unilever na conquista do octocampeonato da Superliga - Estou muito feliz em permanecer com o grupo. A intenção é manter o time forte para novamente chegar à decisão - completa.

Natural de São Paulo, Fofão é dona de um currículo invejável. Além de campeã olímpica em Pequim/08, foi medalhista de bronze nos Jogos de 1996 e 2000; tem sete títulos no Grand Prix; três vice-campeonatos mundiais; e quatro títulos brasileiros (91/92, pelo Colgate/São Caetano; 1998/99, pelo Uniban/São Bernardo; 2001/02, pelo MRV/Minas; e 2012/13, pela Unilever), entre inúmeras outras conquistas.

A oposta canadense Sarah Pavan, terceira maior pontuadora da Superliga 2012/13 e um dos trunfos da Unilever, conta que está muito animada com a oportunidade de jogar sua segunda temporada seguida pelo time do técnico Bernardinho.

- Gostei muito de jogar no Rio de Janeiro na última temporada e espero que o próximo ano possa ser uma continuação do anterior. Decidi permanecer no Rio porque realmente gostei do alto nível de jogo da Superliga, em especial da Unilever. Sinto que ainda tenho muito a aprender com o Bernardinho e toda a comissão técnica - afirma Sarah - Morar no Rio me deixou feliz. Os torcedores da Unilever fizeram com que me sentisse em casa, embora minha família estivesse bem longe. Considero o lugar perfeito para jogar por mais um ano - completa.

Desde que chegou ao time, em setembro de 2012, Sarah ganhou o carinho e o respeito da torcida carioca. Dedicada, ela se adaptou bem ao ritmo intenso de treinamentos e à rotina da cidade.

- O Bernardo é perfeccionista. Eu também sou. Na Unilever, o treinamento é em alto nível sempre - elogia a jogadora, de 1,96 m, facilmente reconhecida em quadra ou nas ruas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário