segunda-feira, 6 de maio de 2013

Sul-Americano: Equipe Unilever retorna ao Brasil nesta terça com o inédito título sul-americano na bagagem

http://anexos.presskit.com.br/news/2013/05/06/anexos/189748_314226_fofao_recebe430.jpg



Dever cumprido, agora chegou a hora do descanso. Após uma temporada recheada de conquistas, as jogadoras da Unilever só pensam em curtir merecidas férias. O time retorna ao Brasil nesta terça-feira, às 4h50 (voo da Taca, com desembarque no Terminal 1 do Galeão), após assegurar o título no Campeonato Sul-Americano de Clubes, disputado em Lima, no Peru. Foram quatro jogos e quatro vitórias para a equipe carioca, e apenas um set perdido. Na madrugada desta segunda-feira, a Unilever venceu a Universidad Cesar Vallejo, do Peru, por 3 sets a 0 (25/12, 25/23 e 25/16), garantindo mais uma conquista inédita em seu currículo e, de quebra, a vaga para o Mundial de Clubes, em outubro, na Suíça.

Oito vezes campeã da Superliga, a Unilever nunca havia chegado ao lugar mais alto do pódio no Sul-Americano. Feliz com mais essa conquista, a líbero Fabi, que defende a equipe carioca desde 2005, contou que agora quer relaxar com a família.

- A temporada foi muito bacana e também desgastante. Vou tentar descansar um pouco, o que é sempre difícil para uma pessoa ativa como eu. A cabeça descansa, mas o corpo não para. As férias, na verdade, já começaram em Lima. Agora, na volta, quero ir à praia e tentar ficar a maior parte do tempo com minha família. Vou passar o Dia das Mães com a minha mãe. Quero também reencontrar meus amigos - disse - Vou acordar tarde, descansar da voz do Bernardinho (risos), mas já com saudades. Infelizmente é difícil repetir o time a cada temporada e esse grupo foi muito bom de se trabalhar. O certo é que estamos felizes e orgulhosas com tudo o que conquistamos - completou.

O técnico Bernardinho também elogiou a postura do time na conquista do Sul-Americano.

- As jogadoras se dedicaram bastante. Tivemos a oportunidade de colocar atletas mais jovens para jogar, como a Bruna, que teve momentos de altos e baixos, e a Mara, infelizmente em função da lesão da Valeskinha. Posso dizer que foi um ano de trabalho intenso, com a formação de um grupo espetacular. Sabemos que vamos perder algumas jogadoras, mas essa é a dinâmica do esporte. Agora é partir para novos desafios, entre eles o Mundial - afirmou.

Na volta ao Brasil, a meio-de-rede Valeskinha, que sofreu uma uma lesão no tendão patelar do joelho esquerdo no jogo contra o argentino Vélez Sarsfield, será submetida a exames de imagem para diagnosticar o grau da lesão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário