segunda-feira, 6 de maio de 2013

Unilever conquista inédito título sul-americano e garante vaga no Mundial

 http://anexos.presskit.com.br/news/2013/05/06/anexos/189680_314040_trofeu_2.jpg


A Unilever tem mais um título em seu vitorioso currículo. Na madrugada desta segunda-feira (6/5), a equipe comandada pelo técnico Bernardinho conquistou o título sul-americano de clubes pela primeira vez, ao vencer a Universidad Cesar Vallejo, do Peru, por 3 sets a 0 (25/12, 25/23 e 25/16), no ginásio Manoel Bonilla, em Lima, no Peru.

Com a vitória sobre as donas da casa, a Unilever terminou invicta a competição (quatro vitórias em quatro jogos, 12 sets a favor e 1 contra) e garantiu sua classificação para o Campeonato Mundial de Clubes, que será disputado em outubro, na Suíça.

Nesta temporada, a equipe carioca venceu todas as competições que disputou. A Unilever conquistou o décimo título estadual, o octocampeonato na Superliga e agora o inédito título sul-americano de clubes. O time retorna ao Brasil nesta terça-feira, às 4h50 (voo da Taca, com desembarque no Terminal 1 do Galeão).

- Cumprimos a nossa meta que era ganhar o Sul-Americano. Conquistamos o título com categoria, com excelência no trabalho. Essa temporada, independente das conquistas, foi um período bacana de trabalho, de convívio em grupo. Agora é partir para outros desafios, fazer um bom Mundial - comemorou o técnico Bernardinho.

Temporada encerrada com chave de ouro

Para a líbero Fabi, o título sul-americano encerra com chave de ouro a temporada 2012/13, uma das mais importantes de sua carreira.

- Viemos para o Peru com o objetivo de conquistar o título e garantir a vaga para a Unilever no Mundial. Sabíamos que o sul-americano teria um nível mais fraco do que estamos acostumadas, mas encaramos com muita seriedade. Fizemos bons jogos. A Bruna, que é jovem, se apresentou bem, fez um grande campeonato. Estamos felizes e orgulhosas por tudo que conquistamos ao longo desse ano - comemorou Fabi, eleita a melhor defesa e a melhor líbero do torneio.

No terceiro jogo da competição, contra o argentino Vélez Sarsfield, a meio-de-rede Valeskinha sofreu uma lesão no tendão patelar do joelho esquerdo. Ela desfalcou a Unilever contra o Peru e será submetida a exames de imagem no retorno ao Brasil para diagnosticar o grau da lesão.

O jogo

A partida começou equilibrada e os cinco primeiros pontos peruanos foram de erros cometidos pela Unilever. Depois de chegar em vantagem à primeira parada técnica (8/7), a Unilever se estabilizou, conseguiu impor seu ritmo e não deu chance ao adversário, fechando a parcial em 25/12.

No segundo set, a Unilever abriu no marcador : 8/4 na primeira parada técnica. Mas o jogo voltou a ficar disputado, com a equipe carioca cometendo erros de passe. A Unilever chegou com apenas um ponto de vantagem à segunda parada técnica (16/15) e o jogo seguiu disputado até o fim do set, vencido pelas cariocas por 25/23.

No terceiro e último set, prevaleceu a superioridade técnica da Unilever, que venceu a parcial por 25/16 e conquistou o inédito título sul-americano de clubes.

A Unilever jogou com a levantadora Fofão, a oposta Bruna, as ponteiras Gabi e Natália, as meios-de-rede Mara e Juciely e a líbero Fabi. Entrou: Amanda.

Garantidos no mundial
Além da Unilever, mais quatro times estão garantidos no Mundial. O Volero Zurich, da Suíça, como representante do país sede, o Kenya Prisions, do Quênia, campeão africano, o Vakifbank, da Turquia, campeão europeu e o Evergrande, da China, que conquistou no sábado (04/05) o título asiático. A equipe da italiana Costagrande e da polonesa Skowronska derrotou na final o Zhetyssu, do Casaquistão por 3 a 1 e assegurou sua vaga. Caso seja mantido o mesmo regulamento dos demais mundiais, resta apenas a vaga do representante da Norceca. Caso a FIVB deseje ampliar o número de participantes, Sollys Nestlé, atual campeão e Rabita Baku, vice-campeão europeu, sonham com o convite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário