sábado, 8 de junho de 2013

Torneio de Alassio: Itália consegue seu primeiro triunfo na competição contra a renovada Turquia

Itália passa por Turquia no sufoco e vai decidir título contra o Brasil


A Itália suou para conquistar a primeira vitória no Torneio de Alassio. Só no quarto e último set, quase colocou tudo a perder, incluindo o título, ao desperdiçar uma série de match points. Mas, com a força da torcida, as donas da casa marcaram 3 sets a 1, com direito a parciais de 19/25, 25/15, 25/21 e 28/26.

O resultado levou a Azzurra aos quatro pontos ganhos, números que a manteve viva na briga pelo caneco. A decisão acontece neste domingo (9), às 13h30 (de Brasília), com o Brasil, líder e único invicto. As turcas, por sua vez, seguiram sem pontuar e na incômoda lanterna. A despedida é antes, com o Japão, às 10h30.

Lucas Vuitel

Seleção de Marco Mencarelli venceu a primeira em Alassio

Pela primeira vez desde que deixou o comando da Itália, o técnico Massimo Barbolini teve como adversárias as antigas pupilas. Mas ele não quis saber de cerimônia e mandou a Turquia para o ataque. E, para conquistar o resultado, o time de vermelho se deu ao luxo de abrir mão de Darnel e Aydemir no elenco titular (19/25).

A história do confronto mudou a partir do segundo set. A equipe da casa cresceu de rendimento com a entrada de Caracuta no lugar de Signorile. A nova levantadora fez a Itália jogar com o domínio do marcador, sem que a Turquia ameaçasse o reinado das anfitriãs da competição.

O fraco desempenho das turcas obrigou Barbolini a apostar em Darnel e Aydemir na terceira parcial. E foi com elas que as visitantes se aproximaram das mandantes, até então líderes absolutas do set. Mas, apesar da evolução, não houve tempo suficiente de a Turquia evitar a virada da Itália.

A Turquia abriu melhor o quarto set. Isso até a Azzurra chegar ao empate no décimo tento. Desde aí, o que se viu foi uma disputa das mais equilibradas, ora com as azuis na ponta, ora com as vermelhas. Na emocionante reta final, as duas seleções tiveram a chance de fechar. O privilégio, no entanto, coube à Itália.

Nenhum comentário:

Postar um comentário