segunda-feira, 10 de junho de 2013

World League: Polônia endurece o jogo, mas Brasil ganha no tie-break

 
A primeira etapa da Liga Mundial era temida e não era à toa. Estrear fora de casa, contra o atual campeão da competição, preocupava toda a seleção brasileira masculina de vôlei. Mas a equipe verde e amarela passou bem pelo primeiro teste de fogo. Após uma vitória por 3 sets a 1 na última sexta-feira (07.06), a equipe do Brasil voltou a vencer neste DOMINGO (09.06), quando fez 3 sets a 2 (28/26, 25/22, 23/25, 20/25 e 15/10), em 2h26 de jogo, no Atlas Arena, na cidade de Lodz, na Polônia. Assim, a equipe verde e amarela encerra o primeiro final de semana da Liga com duas vitórias em dois jogos.

Na próxima fase, o Brasil enfrentará a Argentina também na casa do adversário. A seleção comandada pelo técnico Bernardinho seguirá nesta SEGUNDA-FEIRA (10.06) para a cidade de Mendoza, onde enfrentará os argentinos nos dias 14 e 16, no ginásio Torito Rodriguez.

Na noite deste domingo, o levantador Bruno foi eleito o melhor em quadra. Logo depois da partida, o jogador demonstrou satisfação com as duas vitórias na Polônia, mas afirma que o time precisa melhorar para os próximos jogos.

- Duas vitórias que nos deixam contentes, já que enfrentamos uma equipe muito forte, atual campeã da Liga Mundial, com a mesma base do ano passado. Por tudo isso, foi um belo teste para o nosso time - afirmou Bruninho, que complementou.

- Pecamos mais do que na primeira partida. Hoje erramos demais. Demos muitos pontos de saque para eles e isso é um absurdo. Nosso contra-ataque também não foi eficiente. Ou seja, tivemos as oportunidades, mas não conseguimos concluir a jogada. Temos que trabalhar para seguir bem na competição = destacou o capitão da seleção brasileira.

Estreante na seleção, o central Isac entrou no segundo set no lugar do experiente Lucão e, depois de um início nervoso, conseguiu ajudar a equipe.

- Estava me sentindo pronto, mas entrei um pouco nervoso. Sabia que era uma grande oportunidade e tive que segurá-la. No primeiro ponto, ainda estava ansioso, mas aos poucos o meu jogo foi entrando no saque e no ataque. Consegui ajudar no bloqueio e acho que, dentro do que eu estava disposto a fazer, consegui fazer a minha parte - explicou Isac, de 22 anos.

O oposto brasileiro, Leandro Vissotto, foi o maior pontuador da partida, com 26 acertos.

Equipes:

Polônia: Zygadlo, Bartman, Kurek, Kubiak, Mozdzonek, Nowakowski e Zatorski (líbero)
entraram: Winiarski e Konarski
Técnico: Andrea Anastasi

Brasil: Bruninho, Leandro Vissotto, Éder, Lucão, Lucarelli, Dante e Mario Jr (líbero)
entraram: Wallace, William, Isac e Lipe
Técnico: Bernardinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário