sábado, 20 de julho de 2013

Vôlei Nacional: Ginásio Plácido Rocha pode virar mais um ‘elefante branco’


Os times profissionais do Vôlei Futuro terminaram e apenas o projeto social, com crianças, continuará funcionando. Na sexta-feira, uma reportagem feita pelo canal ESPN me chamou a atenção por mostrar o ginásio Plácido Rocha, considerado até pouco tempo um dos mais modernos e bem equipados do país. Assim como vários locais esportivos no Brasil, ele pode se tornar mais um ‘elefante branco’.
A secretária de esportes de Araçatuba, Claudia Crepaldi, comentou que, hoje em dia, vem sendo difícil para o empresariado brasileiro apostar na Superliga, pois a competição se tornou muito cara. Além disso, ela reclamou da falta de incentivo por parte da Confederação Brasileira de Vôlei, que não vê a realidade dos municípios, e está preocupada com a manutenção do ginásio, que já sofre com a falta de alguns cuidados.
Olhando a reportagem da ESPN, penso que cada um tem sua responsabilidade. O ginásio Plácido Rocha pertence ao município e está listado como um dos locais para treinamentos visando os Jogos Olímpicos Rio/2016. A Reunidas, quando iniciou o projeto do Vôlei Futuro, investiu no local, deixando o mesmo com uma tribuna de poltronas almofadas e com climatização.
Infelizmente o Vôlei Futuro encerrou suas atividades, mas é neste momento que a prefeitura de Araçatuba deve se movimentar para manter um patrimônio. Os políticos adoram realizar obras imponentes como viadutos, pontes e ginásios esportivos, exemplos não faltam e várias cidades, porém poucos conseguem transformar locais sem uso em algo realmente importante para a comunidade local.
Atualmente, o piso especial italiano para a prática do voleibol está instalado, impossibilitando a prática de outros esportes no local. Entretanto, isso não é um problema que não possa ser resolvido, seja com a venda do mesmo ou o empréstimo para outra praça esportiva. A única coisa que não gostaríamos de ver é um ginásio tão bonito ser esquecido, pois o Brasil é campeão em construir coisas novas que em pouco espaço de tempo tornam-se obsoletas.

fonte:  EspaçodoVôlei

Nenhum comentário:

Postar um comentário