segunda-feira, 1 de julho de 2013

World League: Brasil é superado pela França e sofre primeira derrota na competição


Depois de cinco vitórias nos cinco primeiros jogos da Liga Mundial, a seleção brasileira masculina de vôlei acabou superada, na manhã deste SÁBADO (29.06), pela França. No ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP), o time visitante teve boa atuação e o Brasil perdeu por 3 sets a 1 (27/29, 25/23, 22/25 e 19/25), em 1h58. As seleções estão no Grupo A da competição, ao lado de Polônia, Argentina, Bulgária e Estados Unidos.

Na sexta (28.06), a equipe comandada pelo técnico Bernardinho venceu a França por 3 sets a 2 (25/20, 25/19, 22/25, 21/25 e 15/12). A seleção brasileira é líder do Grupo A da Liga Mundial, com 13 pontos. Nas duas primeiras rodadas, a equipe verde e amarela venceu a Polônia e a Argentina e, desta vez, somou uma vitória sobre a França.

Neste sábado, o francês Ngapeth foi o maior pontuador do confronto com 26 pontos. O ponteiro Lucarelli foi quem mais marcou para o time do Brasil, com 21 acertos, sendo 19 de ataque e dois de bloqueio. Para o técnico Bernardinho, a França teve méritos na vitória sobre a até então invicta seleção brasileira.

- A França jogou muito bem técnica e taticamente. A quantidade de erros cometidos hoje foi nítida. A defesa é o termômetro da equipe. Eles subiram bolas mais difíceis e nós não conseguimos o mesmo com bolas mais fáceis - comentou o treinador do Brasil, que já pensa nos próximos confrontos.

- Os jogos de ontem e hoje não foram muito diferentes. Vencemos as cinco primeiras partidas e isso pode criar uma ilusão. E, da autossuficiência para a insegurança, há uma linha muito tênue. Agora ainda temos mais quatro jogos em casa e temos que refletir o que erramos e acertamos para as próximas partidas - disse Bernardinho, se referindo as próximas rodadas da Liga Mundial no Brasil – em Brasília, nos dias 5 e 6, e no Rio de Janeiro, nos dias 13 e 14.

O capitão Bruno lamentou a derrota, principalmente diante dos torcedores brasileiros.

- Foi uma decepção grande por termos jogado em casa - comentou o levantador, ressaltando que este ainda é um time novo - As engrenagens precisam estar mais bem ajustadas. Cada set é uma história diferente. Na Argentina e na Polônia oscilamos um pouco. Não queremos isso, mas temos que entender que no inicio do trabalho acontece. Espero que nos próximos jogos tenhamos mais regularidade. Vamos trabalhar para isso - afirmou Bruninho.

O oposto Leandro Vissotto, um dos mais experientes dessa nova formação, fez questão de elogiar a atuação do adversário na manhã deste sábado.

- A França fez uma partida de altíssimo nível. Até brinquei com o Dante que, se eles jogarem assim sempre, serão campeões mundiais. Com esse nível de jogo, podem bater qualquer seleção. Hoje, eles defenderam muito bem e também contra-atacaram. Foi uma partida muito difícil. Faz parte do processo. Vamos aprender com os erros e continuar crescendo - disse Vissotto, tranquilizando o torcedor brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário