quinta-feira, 18 de julho de 2013

World League: Brasil é superado pela atual campeã olímpica, Rússia


O Brasil entrou em quadra nesta QUARTA-FEIRA (17.07) para a primeira partida pela Fase Final da Liga Mundial. Depois de se classificar na liderança do Grupo A na primeira fase, a equipe verde e amarela enfrentou a Rússia pelo Grupo E, na estreia da nova etapa, e acabou superada por 3 sets a 2 (17/25, 25/23, 25/22, 19/25 e 11/15), em 2h03 de jogo realizado no ginásio Islas Mavinas, em Mar del Plata, na Argentina.

Com o resultado, os russos fizeram dois pontos, enquanto os brasileiros, um. A equipe do Brasil volta à quadra na próxima SEXTA-FEIRA (19.07), quando buscará não só a reabilitação, como a classificação para as semifinais da competição. O confronto será contra o Canadá, às 16h30, no mesmo local. Em caso de vitória por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1, quando soma três pontos, o Brasil está garantido na próxima fase.

Nesta quarta-feira, o atacante da Rússia, Pavlov, foi o maior pontuador do jogo, com 27 acertos. Na seleção brasileira, a pontuação foi bem distribuída. Três jogadores marcaram 13 vezes: o oposto Wallace, o ponteiro Lucarelli e o central Lucão. Após a partida, o meio de rede, que marcou sete pontos em ataques e seis em bloqueios, analisou o desempenho brasileiro no jogo de estreia na nova fase.

- Começamos um pouco nervosos no primeiro set. No segundo e no terceiro conseguimos equilibrar o jogo. No quarto, eles foram bem no saque e abriram muito no placar, o que deixou o jogo difícil para o nosso lado. E tie break é imprevisível. Eles começaram melhor. Depois, até conseguimos encostar no placar, mas não deu. Agora é paciência. Temos que focar no Canadá para buscar a classificação - afirmou Lucão.

Lucarelli, que pontuou em todos os fundamentos – dez de ataque, dois de saque e um de bloqueio – acredita que um fundamento tenha feito a diferença no jogo de hoje.

- No momento em que nós conseguimos sacar bem, abrimos vantagem. Só que nem sempre conseguimos manter uma sequência boa e isso dificultou um pouco. E quando o adversário conseguiu, ganhou confiança e complicou ainda mais - explicou o ponteiro do Brasil.

Para o técnico Bernardinho, o desempenho brasileiro pode ser melhor do que o apresentado em quadra nesta primeira partida pela Fase Final.

- Quando a Rússia esteve à frente no placar, pode arriscar mais e levou a melhor. Nós tivemos alguns bons momentos, foi uma partida aberta, jogada. Mas, ainda assim, atuamos abaixo do que podemos e sabemos que ainda há um longo caminho pela frente para essa equipe - destacou Bernardinho.

Agora, o treinador do Brasil já direciona o foco para o confronto contra os canadenses.


- O Canadá, embora seja uma equipe de menos tradição, é forte e trabalha muito bem. Se classificou por méritos e vai colocar pressão. O resultado positivo é extremamente importante, já que tudo está aberto. Se ganharmos por 3 a 0 ou 3 a 1, estaremos dentro. Se for 3 a 2, pode haver um tríplice empate. Enfim, muitas coisas podem acontecer. É importante que tenhamos determinação. Que essa estreia tenha servido para soltar um pouco mais o time e que todos consigam entrar mais relaxados na próxima partida - disse Bernardinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário