quarta-feira, 17 de julho de 2013

World League: Brasil encara a Rússia na estreia da Fase Final


Foram dez jogos e nove vitórias na fase de classificação da Liga Mundial 2013. Uma campanha que leva a seleção brasileira masculina de vôlei com moral para a Fase Final, onde buscará o décimo título para o país. E, para começar bem a nova etapa, a equipe comandada pelo técnico Bernardinho terá que um grande obstáculo pela frente: a Rússia. O confronto será nesta QUARTA-FEIRA, às 17h30, no ginásio Islas Mavinas, em Mar del Plata, na Argentina. O SporTV transmite o jogo ao vivo.

A seleção brasileira chegou à cidade argentina na segunda-feira (15.07) e, na manhã desta terça fez o primeiro treino no ginásio de jogo. Após o trabalho, o técnico Bernadinho revelou o que espera desta Fase Final, em que, segundo ele, o Brasil tem boas condições, apesar dos adversários difíceis que terá pela frente.

- A equipe chega bem. Claro que tivemos altos e baixos naturais de mudanças, de testes, mas chega para essa fase leve, com um astral bacana, e as vitórias nos deram essa confiança. Mas é óbvio que estamos em uma final, onde estão as equipes mais fortes. Uma estreia contra a Rússia nem precisa falar muito. Gera uma ansiedade natural também pela disputa de vaga - destacou Bernardinho.

Também em reformulação, assim como o Brasil, a Rússia continua sendo um time difícil de ser batido.

- Eles têm uma quantidade de jogadores excepcional. A base que vem jogando a Liga Mundial é a que está aqui, com alguns jogadores voltando de contusão, outros bem, enfim, acho que é um time com características próprias. A dificuldade contra eles é sempre enorme - confirmou Bernardinho.

O capitão Bruninho também sabe disso, mas demonstra confiança para a Fase Final da Liga Mundial. Líder de um novo grupo, que trabalha no atual ciclo olímpico, o levantador acredita que enfrentar os atuais campeões olímpicos na partida de estreia é algo positivo.

- Agora começa um novo campeonato, sabemos que as melhores equipes estão aqui, mas a motivação é grande. A equipe cresceu a cada partida e, mesmo com as mudanças dos jogadores, manteve a produção, o que é muito importante. Encarar a Rússia logo na estreia é bom para entendermos que nesta fase só temos pedreira pela frente. Temos que entrar com tudo nesse primeiro jogo, sabendo que do outro lado está a atual campeã olímpica e, por isso, não podemos vacilar em momento algum - opinou Bruninho.

Brasil e Rússia já se encontraram este ano, ainda durante a preparação para a primeira fase da Liga Mundial. As equipes se enfrentaram em dois amistosos realizados em Moscou, no início de junho. A seleção brasileira levou a melhor em ambos, com duas vitórias por 3 sets a 1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário