sábado, 13 de julho de 2013

World League: Brasil vence os Estados Unidos e avança em primeiro no Grupo A


O dia 13 de julho, definitivamente, tem uma boa relação com a seleção brasileira masculina de vôlei na Liga Mundial. Há dez anos, o Brasil conquistava o tricampeonato da competição, diante da Sérvia, na Itália, e, neste SÁBADO (13.07), venceu os Estados Unidos, pela última rodada da fase classificatória. Os brasileiros fizeram 3 sets a 1 (25/22, 25/18, 20/25 e 28/26), em 2h02 de jogo realizado no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. As duas seleções voltam à quadra neste DOMINGO (14.07), às 9h45, no mesmo local.

O resultado significou não apenas uma vitória sobre um forte adversário e a confirmação positiva do dia 13 de julho. Com o 3 sets a 1, o Brasil garantiu a primeira posição do Grupo A e, assim, já conhece os adversários que enfrentará nos primeiros jogos da Fase Final: Rússia e Canadá. E, nem mesmo todas essas informações são suficientes para deixar a equipe brasileira fora de foco para o jogo deste domingo.

- Precisamos melhorar a virada de bola. Temos que jogar com inteligência e vamos treinar hoje novamente, ainda nesta tarde, com os jogadores que não atuaram. Queremos vencer. Mesmo classificados, isso não muda. Sempre entramos em quadra na busca pela vitória - disse o técnico Bernardinho, que também avaliou a participação dos atletas na partida deste sábado.

- É bom ver que os jogadores que tiveram mais espaço hoje renderam bem. Essa vitória foi muito importante, já que considero os Estados Unidos um time muito forte neste atual ciclo olímpico - destacou o treinador da seleção brasileira.

Uma das novidades foi a tarja de capitão na camisa do central Éder. Na ausência de Bruninho, que está com uma indisposição, Éder assumiu o comando da equipe dentro de quadra e fez uma análise do rendimento após a partida.

- A equipe começou um pouco nervosa, ansiosa, por causa das alterações. Começamos com muita vontade, mas com pouca inteligência. Conseguimos uma virada muito boa no primeiro set, seguimos o ritmo no segundo, mas deixamos cair no terceiro. Precisamos mudar isto na Fase Final - comentou Éder.
Maior pontuador da partida, com 17 acertos, ao lado do capitão dos Estados Unidos, Anderson, o ponteiro do Brasil, Lucarelli, elogiou as mudanças realizadas por Bernardinho, que também não escalou o ponteiro Dante e o oposto Vissotto, poupados para a Fase Final. Os ponteiros Thiago Alves e Maurício Borges, o levantador William e o oposto Wallace estiveram em quadra neste sábado.

- Tivemos altos e baixos, mas foi uma boa partida. Entraram em quadra alguns jogadores que não vinham atuando, e isso é muito bom, pois o Bernardinho vai precisar de todo o grupo durante a competição. Temos de melhorar principalmente nosso contra-ataque. Bloqueio e defesa também, mas o ideal é conseguirmos melhorar de um modo geral - disse Lucarelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário