domingo, 4 de agosto de 2013

Grand Prix: Mesmo com 41 pontos de Skowronska, Rússia marca dois pontos e tem seu primeiro triunfo no Grand Prix


Nem os 41 pontos da polonesa Skowronska, oposta de origem que vem jogando como ponteira, evitaram a derrota para o time russo. As gigantes da Rússia conseguiram sua primeira vitória na competição, após muito suar a camisa em quadra, num 3x2 (25/21, 22/25, 29/27, 30/28 e 15/13) recheados de provocação, erros de ambas as equipes, muitos bloqueios e um show de Skowronska. 

O jogo de hoje nos mostra que as equipes que dependem de uma jogadora para pontuar tendem a não ganhar a maioria dos jogos. O técnico polonês optou por colocar a oposta reserva Kaczor na titularidade e a oposta titular Skowronska para a ponta. Essa aposta, nos primeiro jogos, demonstrou que o objetivo do técnico não foi alcançado, porque Kaczor não é uma oposta que define muitas bolas, e antiga oposta agora adaptada a ponteira se preocupava demais com o passe, impedindo que o sucesso no ataque existisse. Então, a Polônia não conseguia desenvolver seu jogo e sua estratégia, já que o passe não saia e as bolas altas nas pontas estavam muito marcadas pelo bloqueio adversário.

 Hoje, apesar de o técnico manter o mesmo esquema tático, Skowronska estava inspiradíssima e marcou 35 pontos de ataque e 6 de bloqueio. Apesar dessa performance absurda, no final do tie-break, a levantadora Radeka já procurava somente a maior pontuadora do confronto, que não conseguiu virar as bolas na hora mais decisiva do jogo, estando completamente marcada pelas russas. Somando esse fato a erros bobos de recepção e saque nos últimos instantes de partida, a Polônia não segurou a pressão e perdeu a partida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário