domingo, 22 de setembro de 2013

Superliga: Vôlei Brasil Kirin bate Voltaço e mantém 100%


O Vôlei Brasil Kirin conseguiu uma grande estreia jogando diante seu torcedor na Superliga Masculina de Vôlei. Na noite deste sábado (21), o time campineiro derrotou o Voltaço, por 3 a 1 (20/22; 21/17; 21/18 e 21/17), de virada, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, pela segunda rodada da competição nacional. Os comandados de Alexandre Rivetti seguem invictos na temporada com oito vitórias em oito jogos.


Com o resultado, os representantes de Campinas chegaram aos seis pontos na classificação da Superliga, enquanto os cariocas conheceram sua segunda derrota. O Vôlei Brasil Kirin volta às quadras contra o Moda/Maringá, no próximo dia 05 (sábado), às 21h30, no Ginásio Chico Vieira, em Maringá, no interior do Paraná. A partida terá transmissão ao vivo do canal Sportv. Ao fim do duelo de hoje (21), o ponta João Paulo Bravo recebeu o troféu Viva/Vôlei como melhor em quadra.

- Esperávamos um jogo complicado e foi exatamente isto que encontramos. Tivemos alguns altos e baixos durante a partida, nossa saída de jogo não foi tão bem como nas últimas partidas, mas o time se comportou muito bem nas situações que foi exigido - afirmou o técnico Alexandre Rivetti, que ainda completou.

- Optamos em escalar o Nicolas para dar uma folga ao Gustavão, que está desgastado pela sequência de jogos, mesmo assim não perdemos o padrão de jogo e saímos com um grande resultado - encerrou.


O jogo

O Vôlei Brasil Kirin não teve vida fácil no começo da partida. O Voltaço endureceu a vida dos campineiros. No primeiro set, o time visitante esteve na frente no placar a maior parte do tempo e fez com que os donos da casa tivessem que trabalhar para sair das situações adversas. Os comandados de Alexandre Rivetti chegaram a ficar quatro pontos atrás (15 a 11), mas com boa atuação dos centrais, a equipe reagiu e conseguiu empatar (16 a 16), após contra-ataque de Rivaldo. Com o equilíbrio no marcador, os cariocas aproveitaram as oportunidades e largaram na frente.

A partir do segundo set as coisas foram diferentes. Mais ligado e errando menos, o time campineiro impôs seu padrão de jogo e conseguiu largar na frente desde o começo, abrindo três pontos de vantagem (7 a 4). Com o ataque afiado – foram 13 pontos no fundamento – os donos da casa foram administrando a boa vantagem. A sintonia entre Rodriguinho e Rivaldo funcionou bem, assim como o bloqueio de André Heller, responsável por empatar a partida em ataque pelo meio.


Na terceira parcial, o Vôlei Brasil Kirin manteve o bom ritmo. O levantador Rodriguinho soube usar bem as jogadas pelas pontas e os campineiros fecharam a primeira parcial na frente (7 a 5). A vantagem foi aumentando e chegou a ser de até três pontos (14 a 11), mas os cariocas se recuperaram e empataram o marcador. Os times trocaram pontos até o momento decisivo. Quando o duelo estava 18 a 18, Diogo fez grande defesa, mesmo caído. Na sequência da jogada, Bravo bloqueou o atacante rival e colocou os donos da casa em vantagem. Animados com o grande lance, os comandados de Alexandre Rivetti viraram o placar em ace de Diogo.

Com a frente do placar, o time campineiro entrou concentrado no quarto set. Desde o começo os donos da casa tomaram a frente do placar e foram administrando. Diogo e Rivaldo comandaram o ataque do Vôlei Brasil Kirin e fizeram quatro pontos cada na parcial. A responsabilidade de fechar o jogo ficou nas mãos de Gustavão. Praticamente sem bloqueio, o central aproveitou levantamento preciso de Rodriguinho e deu a vitória aos campineiros.

- Foi um jogo complicado, contra uma equipe que vai dar trabalho nesta Superliga. Entramos um pouco desligados e fizemos uma partida um pouco abaixo do que podemos mostrar, talvez por conta da sequência de jogos, mas nos superamos e conquistamos pontos importantes - comentou o líbero Alan.

Nenhum comentário:

Postar um comentário