sábado, 19 de outubro de 2013

Campeonato Paulista: Vôlei Amil reedita a final do Estadual 2012 neste domingo


Vôlei Amil e Molico/Nestlé revivem neste domingo (20) a final do Campeonato Paulista Feminino de 2012.Vice-campeã na temporada passada, a equipe do técnico Zé Roberto chega renovada, com mais força e disposta a confirmar a primeira colocação da fase de classificação do estadual 2013. Para isso, vai em busca da vitória na partida que começa às 21h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco, com transmissão ao vivo do Sportv. Além disso, busca a reabilitação após ter quebrada a sequência de cinco resultados positivos diante do Sesi, na sexta-feira, em São Paulo.

O jogo deste domingo é o último do Vôlei Amil na fase de classificação do Campeonato Paulista, mas não encerra a maratona do time de Zé Roberto no mês de outubro. Depois do confronto diante do Molico, ainda restarão mais três partidas, todas pela Superliga: Rio do Sul, dia 22; Minas Tênis, dia 25, e Pinheiros, dia 28. Ao todo, a equipe de Campinas terá 11 rodadas em 28 dias, com média de uma a cada três dias. 


- Nossa preocupação tem sido principalmente com o desgaste das atletas. Desta forma, além do trabalho técnico e tático, procuramos dar atenção especial à preparação física - explica o tricampeão olímpico.

Zé Roberto sabe que a expectativa é para uma confronto duríssimo neste domingo, mas confia na qualidade e na garra do time que montou para a temporada 2013/14. Uma prova foi a vitória diante do Sesi, por 3 sets a 1, quando o Vôlei Amil mostrou personalidade e união para sair de momentos difíceis e confirmar a força de um grupo disposto a lutar por títulos. 


- Nossa equipe segue em evolução e as atletas têm se dedicado, se doado muito tanto nos treinamento quanto nos jogos. Mas sabemos da qualidade do Molico e que ainda temos um longo caminho pela frente. Precisamos melhorar em todos os fundamentos, em especial a relação bloqueio/defesa - justifica o treinador.

Walewska. que tem sido um dos destaques ofensivos nesse início de temporada, ao lado de Tandara e Natália, tem a receita para a vitória. 


- Precisamos sempre ter paciência em quadra para encaixar nosso jogo, conseguir mais volume. Com isso, vamos induzir as adversários a errarem mais, ou seja, vamos dificultar para elas e provocar a falha do outro lado da quadra. O nosso grupo está mostrando que sabe se comportar assim, não forçando tanto as bolas que não devem ser forçadas - analisa a capitã do Vôlei Amil.

Para Claudinha, conhecer os adversários a fundo é sempre crucial. 


- Além de toda a análise que a comissão técnica nos passa, gosto de estudar muito todos os aspectos da partida. Afinal, tenho que decidir as nossas jogadas em frações de segundos - relata a levantadora que tem feito a diferença para o Vôlei Amil, tanto no Paulista quanto na Superliga, imprimindo um ritmo veloz e de muita variação no ataque.

Se confirmar a liderança no Estadual, o time do técnico Zé Roberto terá vantagem de enfrentar o quarto colocado da primeira etapa na semifinal e definir a vaga na decisão na Arena Amil com o apoio de sua fanática torcida, a Força Azul. Em Campinas, o Vôlei Amil mantém uma invencibilidade de respeito nesse início de temporada. São seis vitórias em seis partidas, cinco pelo Campeonato Paulista e uma pela Superliga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário