segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Club World Championship: Caldeirão azul é palco para título mundial do Sada Cruzeiro


O ginásio Divino Braga, em Betim (MG) virou um caldeirão azul, e 7.200 vozes soltaram o grito de campeão. Na revanche contra a equipe russa do Lokomotiv Novosibirsk, o Sada Cruzeiro levou a melhor na final do Mundial Masculino de Clubes, 3 sets a 0 (25/20, 25/19 e 25/20), em 1h26. O time mineiro entra para a história como primeira equipe do Brasil a chegar no topo do mundo.

Apesar do nervosismo das circunstâncias, e dos 30 erros convertidos em pontos para o adversário o Sada Cruzeiro contou com o apoio do torcedor como arma principal, e deixou o time russo acuado. O oposto Wallace, MVP do torneio, marcou 12 pontos.

- Ser o melhor jogador aqui é uma honra. Os melhores do mundo vieram disputar o campeonato. Não é qualquer dia que se consegue um título destes. Estou muito feliz, tenho muito orgulho de jogar no Sada Cruzeiro - contou o oposto com os olhos marejados.

Aniversariante na véspera, o central Éder disse que queria o título de campeão mundial como presente e o desejo tornou-se realidade, com direito a grande atuação do meio-de-rede gaúcho que chegou ao elenco celeste nesta temporada, e marcou 10 vezes na partida final.

- Hoje veio o meu presente. O tempo inteiro mantivemos a cabeça no lugar, sabíamos que hoje teríamos que jogar tudo. Desde o início a gente soube usar os pontos fracos deles para conquistar os pontos. Foi o meu presente de aniversário para a torcida, que nos apoiou muito - comentou o central.

Outra arma cruzeirense durante todo o campeonato o cubano Yoandy Leal foi eleito um dos melhores ponteiros do torneio. E seu desempenho no jogo decisivo foi mesmo digno de prêmio. Ele foi o maior pontuador do jogo, marcando em todos os fundamentos, 13 no total, sendo 08 de ataque, 01 de bloqueio e 04 de saque.

- É muito emocionante ter um ginásio cheio gritando o meu nome. Na final tudo tem que funcionar bem, o saque, o ataque, o bloqueio e a defesa. Hoje tivemos uma grande vitória. Ser campeão mundial é o máximo para um atleta - disse o cubano.
O maestro do time em quadra, o levantador William foi muito bem na distribuição de bolas, fazendo com que todos os jogadores que participaram da partida pontuassem no ataque. E, ao fim do campeonato, ainda foi eleito o melhor levantador.

- Estou muito feliz com a conquista. Era a meta para este ano. Não foi nada fácil enfrentar estas equipes fortíssimas. Temos que valorizar este título, que é o primeiro para o Brasil. A sensação é indescritível - disse o capitão.
O técnico vencedor, o argentino Marcelo Mendez, comedido em suas declarações ao longo de todo o campeonato, desta vez não escondia a alegria e afirmou que hoje o time jogou tudo o que podia.

- Jogamos muito. Jogamos bem em todos os fundamentos. Foi muito diferente da partida anterior a eles. Tenho a sorte de ter conquistado todos os títulos possíveis como treinador de clubes - completou o comandante do time vencedor.

O Sada Cruzeiro começou com William, Leal, Filipe, Wallace, Éder e Isac. Líbero – Serginho. Entrou: Douglas Cordeiro.

Seleção do Campeonato:
Melhor Oposto – Tsvetan Sokolov do Trentino (ITA)
Melhores centrais – Emanuelle Birarelli e Matteo Burgsthaler, ambos do Trentino (ITA)
Melhores ponteiros – Yoandy Leal do Sada Cruzeiro e Lukas Divis do Lokomotiv Novosibirsk (RUS); Melhor Levantador – William do Sada Cruzeiro
Melhor líbero – Serginho do Sada Cruzeiro.

Italianos garantem a medalha de bronze

O Trentino Diatec (ITA) ficou com o bronze do Mundial Masculino de Clubes depois de derrotar o UPCN (ARG) por 3 sets a 1 (25/22, 22/25, 25/21 e 25/19), em 1h55. Mais uma vez o búlgaro Tsvetan Sokolov, oposto do time italiano foi o maior pontuador, marcou 20 vezes. O ponteiro português, Alexandre Ferreira, também do Trentino, contou que ficar com uma medalha é muito importante para o grupo.

- Somos uma equipe jovem, que está junta há pouco mais de um mês. O resultado foi muito bom. Para nós foi muito bom chegar neste resultado. Não valia a pena pensarmos na derrota do dia anterior. Levantamos a cabeça e seguimos em frente para conquistar um lugar no pódio - completou o jogador que fez oito pontos no jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário