domingo, 20 de outubro de 2013

Club World Championship: Sada Cruzeiro chega à final pela segunda vez consecutiva


Pela primeira vez na história do Mundial Masculino de Clubes o campeão não será uma equipe italiana. A final será entre o Lokomotiv Novosibirsk, da Rússia, e o Sada Cruzeiro, que venceu o UPCN da Argentina por 3 sets a 0 (25/22, 25/18 e 25/20), em 1h17 de jogo neste sábado (19.10), no ginásio Divino Braga, em Betim (MG).

Com excelente aproveitamento no saque, foram 7 pontos neste fundamento, o time mineiro comandou o jogo desde o primeiro set. O oposto Wallace teve o melhor desempenho no ataque, e marcou 20 vezes. O cubano Leal também foi uma das principais armas dos anfitriões em quadra, fez 12 pontos. O aniversariante do dia, o central Éder, ficou bastante contente com a vitória, mas espera que o “presente” venha depois da final.

- Ainda não dá para comemorar nada. Precisamos de mais uma vitória para sermos campeões. Hoje o saque funcionou muito bem, foi o foco de nossos treinos ontem e nesta manhã. O presente será só depois que conquistarmos o título inédito, aí sim poderei relaxar e comemorar.

O técnico cruzeirense, Marcelo Mendez, que é argentino, soube anular as principais peças do time da UPCN com o oposto Théo e o central Júnior, ambos brasileiros, que foram fundamentais para a classificação do time do país vizinho à semifinal, mas hoje não conseguiram repetir as boas apresentações das partidas anteriores.

- Sabíamos que o forte deles era o ataque com os centrais e o oposto. Estudamos bastante isso. Já tínhamos enfrentado eles na final do sul-americano em 2011. Agora o foco é na final. Temos mais material para montar a estratégia para enfrentar o time da Rússia - completou o comandante do Sada Cruzeiro.

O Sada Cruzeiro começou com: William, Éder, Isac, Wallace, Leal e Filipe. Líbero – Serginho. Entraram: Douglas Cordeiro, Vinhedo e PV . Público presente: 5.400 pessoas.

Neste DOMINGO (20.10) a grande final, com clima de revanche, acontece às 16h, e antes disso, às 13h, será disputada a medalha de bronze.

Revanche contra os russos

Na primeira semifinal do dia, o Lokomotiv Novosibirsk, atual campeão europeu, derrotou, de virada, o time italiano tetracampeão do mundo Trentino Diatec por 3 sets a 1 (25/27, 25/21. 26/24 e 25/23), em 2h03. O oposto búlgaro, que atua na equipe italiana, Tsvetan Sokolov, foi o maior pontuador com 21 acertos. O ponteiro cubano Camejo, do Lokomotiv, fez 17 pontos e diz que o primeiro objetivo do time foi cumprido, chegar na final.

- Nosso time tem feito um grande ano. Nunca tínhamos chegado na final do Europeu, e fomos campeões na primeira oportunidade. Para o mundial nos preparamos muito bem, assim conseguimos ao resultado. Tivemos muito trabalho para passar pelo Trentino, agora sabemos que termos outro desafio muito complicado na final - completou Camejo.

O Mundial acontece pela segunda vez no Brasil, a primeira em Minas Gerais. Em 1991, São Paulo foi o palco do campeonato. Nas últimas quatro edições, Doha, no Qatar, foi a sede do evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário