terça-feira, 1 de outubro de 2013

Superliga: Atual campeã, Unilever estreia contra Uniara/AFAV


Atual campeã da Superliga feminina, a Unilever (RJ) terá uma equipe estreante como adversária na primeira rodada da competição. O time carioca jogará contra o Uniara/AFAV (SP) às 20h30 desta terça-feira(01.10), no ginásio Gigantão, em Araraquara (SP).

A equipe do interior paulista é a única equipe entre as 14 que disputam a competição que é comandada por uma mulher. Aos 46 anos, Sandra Mara Leão garante que o time de Araraquara está pronto para buscar uma boa campanha logo na estreia na Superliga.

- Estamos muito felizes de estar entre as 14 melhores equipes do país. Temos um grupo jovem e com um bom potencial. Vamos estrear contra uma das melhores equipes do voleibol brasileiro. Será uma honra jogar contra o Bernardinho e suas comandadas. A torcida da nossa cidade está respirando voleibol. Queremos surpreender em alguns jogos e, principalmente, evoluir durante o campeonato - disse Sandra Mara Leão.

A treinadora da equipe de Araraquara também chamou a atenção para a estrutura disponibilizada pela Uniara/AFAV.

- Temos uma boa estrutura em Araraquara. Hoje, conseguimos formar boas jogadoras que acabam saindo para jogar em outros clubes, como a Bruna que joga na Unilever. Esse é o sétimo ano do projeto. Estamos disputando o Paulista pela quarta vez e vamos estrear na Superliga. Esse é um momento único para todos nós de Araraquara - garantiu a técnica.

Sobre o fato de ser a única técnica mulher na competição, Sandra espera que a situação mude em breve.

- Respondi muito essa pergunta nas últimas semanas. Tenho sorte dessa equipe ter acreditado no meu projeto. Passei por algumas dificuldades. Não é comum uma mulher no comando de um time. Acho que se você acreditar no seu trabalho e tiver amor pelo que você faz as coisas começam a acontecer. Espero no futuro ver mais mulheres como técnicas de voleibol - afirmou Sandra Mara Leão.

Pelo lado da Unilever, o treinador Bernardinho acredita que essa edição da Superliga tem tudo para ser uma das mais equilibradas dos últimos anos.

- O melhor desta edição é que não teremos uma polarização em cima de Unilever e Osasco, com alguns coadjuvantes. É claro que as duas equipes possuem condições de serem finalistas novamente, mas Campinas montou um time capaz de brigar em igualdade de condições assim como Uberlândia, que tem uma equipe muito forte e vai chegar também entre as primeiras. E ainda tem o Sesi. Eu diria que essas cinco equipes partem um pouco na frente das outras. Brasília pode se inserir neste grupo, visto a qualidade e a experiência de suas jogadoras. Sem dúvida, irá incomodar. A competição será de alto nível e com muitas surpresas - analisou Bernardinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário