sábado, 26 de outubro de 2013

Superliga: Malagurski e Bosetti esperam crescer ainda mais

Sanja Malagurski e Caterina Bosetti já haviam jogado como titulares em outras partidas do Molico/Osasco, no entanto, nesta sexta-feira diante do Rio do Sul/EquiBrasil, pela Superliga 2013/14, foi a primeira vez que ambas iniciaram o jogo juntas na formação da linha de passe da equipe comandada pelo técnico Luizomar de Moura. Com bons desempenhos, as duas estrangeiras contribuíram com 19 pontos, sendo que, a sérvia anotou nove e a italiana fez dez. Atuando muito bem coletivamente, o Molico/Osasco derrotou o rival catarinense no ginásio José Liberatti, em Osasco, por fáceis 3 sets a 0, com parciais de 21/09, 21/16 e 21/11, em uma hora e 07 minutos.  

- A equipe fez a sua obrigação e conquistou mais uma vitória. O Molico/Osasco entrou concentrado e sabia que era importante não dar bobeira para não cairmos em nenhuma armadilha. Quando entramos em quadra já sabíamos dos demais resultados e justamente por isso tínhamos o compromisso de vencer a partida. A comissão técnica está satisfeita porque as nossas vitórias não estão se resumindo apenas ao que acontece dentro de quadra. A cada dia de treino observamos as estrangeiras mais adaptadas e mais soltas e esse é o primeiro passo para o sucesso de uma jogadora que vem de outro país. São essas vitórias diárias que estão acontecendo com a nossa equipe que ajudam no nosso crescimento - declarou Luizomar.

Com sete dos nove pontos em ataques, Sanja avaliou seu desempenho em quadra e a dupla com Caterina pela primeira vez com a camisa do Molico/Osasco.

- Nós conquistamos uma vitória importante para melhorar a confiança da equipe e nosso objetivo é jogar cada vez melhor. Foi a primeira vez que a Caterina e eu jogamos juntas e acredito que atuamos bem coletivamente e que fizemos o nosso máximo em quadra. Executamos um bom trabalho e espero que possamos atuar ainda melhor em Belo Horizonte, que será nosso último jogo antes da parada. Após essa partida teremos mais tempo para treinar e vamos aproveitar esse período para ajustar o que estamos errando para jogar em um nível superior - disse a sérvia.

Já Caterina anotou três de seus dez pontos em bloqueios e foi a segunda melhor neste fundamento, uma vez que Adenízia fez um a mais e liderou no quesito.

- Penso que fizemos um ótimo jogo e estou contente porque todas as jogadoras fizeram uma boa partida. Foi a primeira vez que a Sanja e eu jogamos juntas e fico feliz porque tudo funcionou muito bem - analisou a italiana.

O técnico Luizomar sabe do potencial de suas atletas e que o crescimento será gradativo.

- Elas fizeram um bom jogo e a cada dia está sendo uma vitória para elas, que estão se sentindo mais soltas. Eu conheço muito as duas jogando por suas seleções e certamente elas vão crescer ainda mais atuando pela nossa equipe - afirmou o comandante.


O próximo compromisso do Molico/Osasco pela Superliga é na segunda-feira diante do Minas, na Arena Vivo Minas, às 19h30, pela quinta rodada. Agora, o time de Osasco soma quatro vitórias na competição nacional, no entanto, o resultado positivo diante do Maranhão segue sem ser computado pela CBV, já que o time do Nordeste entrou com uma atleta irregular e os pontos ainda não foram computados ao MOLICO/Osasco. Por isso, no momento, as osasquenses somam oito pontos das vitórias sobre Rio do Sul e São Bernardo, por 3 a 0, e São Caetano, por 3 a 2. Com 11 pontos, Adenízia e Sheilla foram as maiores pontuadoras da partida. Entretanto, a melhor jogadora em quadra foi a levantadora Fabiola, que recebeu o troféu Viva Vôlei da ponteira Jaqueline, que esteve no ginásio assistindo a partida. 
-

Nenhum comentário:

Postar um comentário