sábado, 26 de outubro de 2013

Superliga: Vôlei Amil vence fácil o Minas Tênis e mantém invencibilidade


O Vôlei Amil segue implacável na Superliga feminina. Na noite desta sexta-feira (25), em Campinas, as comandadas de Zé Roberto bateram o Minas Tênis por 3 sets a 0, parciais de 21/9, 21/10 e 21/9, em 61 minutos, para conquistar a quarta vitória consecutiva e manter a invencibilidade na competição nacional. Além da conquista dos três pontos e a garantia de continuar na segunda colocação da tabela, a partida marcou o encerramento da participação do Vôlei Amil na campanha Outubro Rosa. Para fechar com chave de ouro, a Arena Amil recebeu seu maior público na temporada 2013/14, com cerca de 1,8 mil pessoas nas arquibancadas.

O técnico Zé Roberto estava satisfeito ao final da partida. 


- O time jogou do jeito que nós queríamos, sem dar chance de qualquer reação para o Minas. Fomos bem em todos os fundamento, desde o saque. Nosso bloqueio também encaixou - afirmou o treinador, que neste domingo (27) já volta a comandar o treinamento de suas atletas, desta vez visando o confronto diante do Pinheiros, na segunda-feira (28), em São Paulo.

Para Claudinha, que ganhou o troféu Viva Vôlei como a melhor em quadra, o jogo foi importante porque o Vôlei Amil conseguiu uma apresentação perto do impecável. 


- Cometemos pouquíssimos erros e conseguimos executar o plano tático que o Zé Roberto elaborou. Essa atuação foi importante para o nosso crescimento e é mais um degrau na nossa evolução - disse a levantadora.

Tandara foi novamente a maior pontuadora da partida, com 12 acertos. Walewska voltou a ter uma grande atuação, derrubando nove bolas na quadra adversária. A norte-americana Kristin, que fez sua estreia na Arena Amil e na Superliga (havia feito duas partidas pelo time no Paulista, mas fora de casa) também se destacou. Além de grandes defesas, a ponteira marcou sete pontos. Também pontuaram para o Vôlei Amil: Carol Gattaz (4), Claudinha (3), Gabi (1), Rosamaria (2), Ju Nogueira (2) e Natália (4).

O jogo 


 Claudinha fez, de ace, o primeiro ponto da partida. Foi da levantadora, em uma bola de segunda, o sétimo ponto. Até a primeira parada técnica (7/5), o Minas tentou segurar o Vôlei Amil. A partir daí, prevaleceu a força e o volume de jogo do time de Campinas, que foi abrindo vantagem até fechar em um tranquilo 21/9, em 21 minutos.

O segundo set foi um passeio das donas da casa. Com uma grande atuação em todos os fundamentos, mas com destaque para o bloqueio (responsável por seis pontos) e defesa, o Vôlei Amil não deixou a bola cair para construir o placar de 21/10, em 21 minutos. A norte-americana Kristin, que já havia feito uma boa primeira parcial defensivamente, continuou salvando bolas importantes e também apareceu no ataque, com cinco pontos. Só não superou Tandara, que marcou sete.

O jogo caminhou sem sustos para o Vôlei Amil no terceiro set. Após virar na frente nos dois tempos técnicos (7/2 e 14/7), Zé Roberto aproveitou para colocar em quadra todas as suas jogadoras, dando ritmo de jogo também para Pri Heldes, Rosamaria, Ju Nogueira e Gabi. E foi da atleta que ainda é infanto-juvenil o ponto final da partida, em um bloqueio, fechando o placar em 21/9, em 19 minutos, e o jogo em 3 sets a 0.

Festa da torcida - As arquibancadas da Arena Amil ficaram cheias para acompanhar a vitória das comandadas de Zé Roberto. Além de vibrar a cada ponto, muitos torcedores foram à quadra participar de promoções e brincadeiras no intervalo dos sets, como as crianças da escolinha Gira Vôlei, de uma comunidade na vizinha cidade de Pedreira. Alunos de vários colégios de Campinas e mais 50 crianças e jovens de um projeto social da cidade de Ouro Fino também marcaram presença no ginásio.

O Vôlei Amil jogou com Claudinha, Tandara, Walewska, Carol Gattaz, Natália e Kristin, com Michele como líbero. Entraram: Stephany, Pri Heldes, Ju Nogueira, Rosamaria e Gabi.

O Minas Tênis jogou com Carla, Giovana, Maiara, Sthefanie, Raquel e Lynda, com Arlene como líbero. Entraram: Laís, Fernanda, Leniss e Marcella.

Nenhum comentário:

Postar um comentário