domingo, 3 de novembro de 2013

Campeonato Paulista: Sesi-SP vence o Brasil Kirin/Campinas e fatura o tetracampeonato

 
Mesmo jogando no ginásio do Taquaral, o Sesi-SP não se intimidou com a pressão da torcida do Brasil Kirin/Campinas e ganhou por 3 sets a 1, parciais de 22/20, 21/15, 14/21 e 21/15. Como venceu a primeira partida da decisão no ginásio da Vila Leopoldina, o time da capital levantou o título do Campeonato Paulista – divisão especial pela terceira vez consecutiva, sendo o seu quarto titulo na história.
No primeiro set, pela força dos ataques e pela vibração dos jogadores a cada ponto, era fácil perceber a vontade de vencer das duas equipes, mas também havia ainda um pouco de nervosismo dos dois lados. O duelo vinha sendo equilibrado até o Sesi-SP conseguir abrir três pontos (18 a 15), porém o Brasil Kirin/Campinas reagiu através de um bom desempenho no saque. No final, os visitantes tiveram no bloqueio o seu diferencial para fechar em 22 a 20.
Embalado pela vitória na parcial anterior, o Sesi-SP voltou para o segundo set mais forte e no primeiro tempo técnico o placar era de 7 a 3. O Brasil Kirin/Campinas conseguiu reagir com boas atuações de João Paulo Bravo e Bérgamo e encostou em 15 a 13. Entretanto, a equipe da capital tinha uma concentração acima da média e com o oposto Evandro e os centrai Sidão e Lucão jogando muito, fechou em 21 a 15.
Perdendo por 2 a 0, o Brasil Kirin/Campinas veio com tudo para o terceiro set e logo fez 5 a 2. O Sesi-SP não conseguia ter a mesma efetividade no ataque do que nas parciais anteriores e com isso, os donos da casa foram abrindo: 19 a 13. No final, com Gustavão e Rivaldo impossíveis no bloqueio, a equipe do técnico Alexandre Rivetti venceu por 21 a 14.
No quarto set, o Sesi-SP voltou a dominar o confronto desde o início, com destaque para o bom aproveitamento dos centrais, tanto no ataque quanto no bloqueio. O Brasil Kirin/Campinas tentou equilibrar o período, forçando bastante o saque, mas não conseguia parar os visitantes, que conseguiram abrir 18 a 14. No final, os donos da casa não tiveram como reagir e a equipe da capital, com um saque de Lucão, fechou em 21 a 15.
- Conseguir chegar nessa camisa do Sesi-SP, já ganhando um título e em cima de um time como o Brasil Kirin é muito importante. Nosso time foi montado para ser campeão, para buscar os títulos e o primeiro a gente já conseguiu. Agora é manter esse foco que tivemos no Paulista para a Superliga - declarou o central Lucão.
- Foi um jogo duro como nós esperávamos, extremamente difícil. O Campinas é uma equipe experiente. Arrancamos muito bem, com 2 sets a 0, mas o Brasil Kirin melhorou no terceiro set e nós relaxamos. Mas soubemos voltar para o jogo e buscar as melhores opções e isso nos trouxe a vitória - declarou o técnico Marcos Pacheco.
- Foi uma grande final, não era o resultado que esperávamos, mas isto que vimos aqui hoje não tem preço. Um torcida fanática, que não parou um minuto. Só temos a agradecer o carinho de todos e da Brasil Kirin, que permitiu isso tudo - afirmou o central André Heller.
Equipes:
Brasil Kirin/Campinas: Rodriguinho, Rivaldo, João Paulo Bravo, Diogo, Vini, Gustavão e Alan (líbero)
entraram: Mineiro, Bérgamo, André Heller e Paulo Renan
Técnico: Alexandre Rivetti
Sesi-SP: Sandro, Evandro, Lucarelli, Ary, Lucão, Sidão e Serginho (líbero)
entraram: Thiaguinho, Renan, Rogério e Lucianinho
Técnico: Marcos Pacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário