sábado, 11 de janeiro de 2014

Vôlei Nacional: Vissotto anuncia que troca Rio por time da Coreia: 'Sonho virou pesadelo'


Mais um jogador da seleção brasileira de vôlei deixa o Rio de Janeiro, atual campeão da Superliga masculina. Após perder o levantador Bruninho para o vôlei italiano, agora é a vez do oposto Leandro Vissotto de sair do clube devido ao atraso de salários. Durante participação no "Arena SporTV" desta quinta-feira, o campeão mundial em 2010 e medalhista de prata nas Olimpíadas de 2012 revelou em primeira mão que está saindo do Brasil e vai atuar na Coreia do Sul, pelo Kepco, até março deste ano.

- Vou sair, já acertei com um time da Coreia. Estou indo viajar no sábado à noite. Amanhã (sexta) vou me despedir dos meus ex-companheiros, infelizmente. É com o coração partido que eu estou indo. Sou do Rio de Janeiro, comecei a jogar no Flamengo com 12 anos de idade, voltei para cá depois de 14 anos. Foi sempre um sonho jogar na minha cidade, mas esse sonho se transformou infelizmente em um pesadelo - disse.

Após atuar pelo Ural Ufa, da Rússia, Vissotto chegou ao Rio como o principal reforço para a temporada 2013/2014, para a vaga de Théo, e acertou vínculo por um ano, com a garantia de que o clube podia arcar com seus salários e com os de outros três atletas da Seleção (Bruninho, Thiago Alves e Mário Jr.). Mas o jogador só recebeu o valor referente ao primeiro mês.

Além de Bruninho e Vissotto, o ponteiro Thiago Sens e o central Maurício Souza, também já se transferiram para outras equipes do exterior. Maurício foi o primeiro a abandonar o barco. Em novembro, o atleta foi contratado pelo Halkbank Ankara, da Turquia.

Após conquistar o título da Superliga 2012/2013, o clube carioca passou a enfrentar problemas financeiros com a crise da OGX, companhia do grupo empresarial de Eike Batista e patrocinador master do clube.

- A situação ficou cada vez mais difícil, nunca imaginamos passar por isso, o Rio é o atual campeão brasileiro, com vários jogadores da Seleção, com vice-campeões olímpicos e campeão olímpico, mas chegou um momento em que ficou insustentável. Ficamos sem chão. Agora vou seguir o caminho dos companheiros e buscar uma oportunidade melhor - concluiu Leandro Vissotto.

fonte: globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário