quarta-feira, 29 de abril de 2015

Mercado Nacional: Com menos investimento, Sesi aposta em jovens talentos


O time de vôlei masculino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) terá novas caras para a temporada 2015-2016, mas não essencialmente novos jogadores. Quando foi criado em 2009, o time já apresentava uma proposta de revelar atletas para o vôlei nacional e para a Seleção Brasileira. Mesmo com elencos recheados de craques consagrados, jovens atletas da Vila Leopoldina sempre foram utilizados nas equipes titulares para ganhar experiência, compor o time e até salvar a equipe em algumas situações. E para a próxima temporada, a base será o alicerce da equipe, que colocará em prática sua intenção original, mas sem deixar de formar um time competitivo que disputará os títulos em todas as competições que participar.

“Sempre foi dito que o Sesi-SP formaria uma equipe de base e agora estamos apenas seguindo esse caminho. Os jogadores campeões que passaram por aqui foram todos muito importantes para ajudar nessa missão, repassando suas experiências para os mais jovens, mas agora é a vez da ‘prata da casa’ assumir a camisa”, disse Alexandre Pflug, diretor de Esportes e Qualidade de Vida do Sesi-SP.

Na formação esportiva, só em 2014-2015, 30 atletas serviram as seleções de base do Brasil, tanto no masculino quanto no feminino. Na última temporada, o time masculino chegou à semifinal da Superliga B, ficando na terceira colocação geral, enfrentando equipes adultas e bem mais rodadas.

O primeiro passo para o novo Sesi-SP já foi dado e o time já acertou as renovações do levantador Thiaguinho (campeão mundial Sub-23 pela Seleção), dos ponteiros Alison Martins, Fabio Capalbo, Douglas Souza, do central Aracajú (os três últimos, campeões sul-americanos pela Seleção Brasileira Sub-22) e do oposto Rafael Araújo (também campeão mundial Sub-23 com a Seleção). Fabio Capalbo também participou da campanha na Superliga B, onde era o capitão e um dos principais destaques da equipe.

“Mesmo com a ideia de usar a base como a principal fonte para 2015-2016, temos uma camisa e uma tradição. E teremos também jogadores experientes, craques da seleção, para continuar ajudando os mais jovens na busca pelas conquistas nas principais competições”, finalizou Pflug.

Nos próximos dias, o Sesi-SP anunciará os times completos nos dois naipes e os treinos serão retomados na Vila Leopoldina em junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário