terça-feira, 14 de abril de 2015

Vôlei Nacional: Bernardinho aprova ideia de Leal


Ao anunciar a inscrição de 25 jogadores para a Liga Mundial de vôlei e expor o planejamento da seleção masculinha para a temporada pré-olímpica de 2015, o técnico Bernardinho deixou claro que a hora das últimas experiências é agora, e que deseja chegar a 2016 com o grupo praticamente definido. Mas um jogador que não estava na lista divulgada nesta segunda-feira pode ser a exceção: o cubano Leal, ponteiro de 26 anos, capeão brasileiro pelo Cruzeiro no último domingo, e que está iniciando o processo de naturalização para se tornar cidadão braslieiro e defender a seleção.

Bernardinho declarou que aprova a ideia e revelou que a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) inclusive já atendeu a um pedido do próprio jogador para ajudar na naturalização: a entidade assinou um documento que será levado por Leal à diplomacia cubana em que dá seu depoimento sobre a boa conduta do jogador e sua importância e boa ambientação ao vôlei brasileiro. Por enquanto, a comissão técnica da seleção vai apenas aguardar os próximos passos.

- Se ele efetivamente conseguir a cidadania, vamos avaliar. É óbvio que interessa. Não sei como o processo se desenrola, o quanto demora. A possibilidade existe, olhamos com bons olhos. Não partiu de nós, é uma ideia dele e a CBV ajudou no que foi solicitada - disse Bernardinho.



Créditos: http://oglobo.globo.com/esportes/com-aval-de-bernardinho-cubano-leal-tenta-naturalizacao-para-jogar-pelo-brasil-15861746#ixzz3XIa74Jib

Nenhum comentário:

Postar um comentário